sábado, 25 de outubro de 2008

ALGURES... NASCEU A ESPERANÇA!

De sexta para sábado, algures no País, reuniram responsáveis de diversos movimentos e associações (do Norte, Centro e Sul), a fim de procederem à análise e ao debate da actual situação da Educação em Portugal, bem como do presente momento de mobilização docente, crucial na luta dos professores face à desastrosa política educativa, da qual emana o novo ECD, a divisão da classe em duas categorias e o processo de avaliação de desempenho, entre outros.

Num clima de profunda unidade, os movimentos e associações estabeleceram um conjunto de estratégias comuns, no sentido de intensificar a luta dos professores e de tornar a manifestação do dia 15 de Novembro num verdadeiro sucesso e ponto de partida para as alterações definitivas, reivindicadas pelos docentes de todo o País, ou, caso contrário, para o endurecimento e multiplicação das formas de luta.


UNIDOS, VENCEREMOS!

18 comentários:

Maurício Brito disse...

"Concorda com o processo de avaliação aos professores?"

http://www.sapo.pt/

Anónimo disse...

Lá estarei (neste caso estaremos, pois somos 2)!!!

quink644 disse...

Vamos a isso...

ludbrioa disse...

15 DE NOVEMBRO: OS 100 000 E SEUS AMIGOS VOLTAM A LISBOA PARA DEFENDER A DIGNIDADE DE APRENDER EM PORTUGAL. A NOSSA FORÇA É VISUAL. TRAZ O TEU SINDICATO CONTIGO. Copia para o teu telemóvel, e envia a 10 dos teus melhores amigos.

zedeportugal disse...

Andei por aí (pelo submundo, eh, eh, eh) à procura de um cartaz bonito para fazer um emblema, ou "badge", para divulgação da manifestação de dia 15. Tudo o que vi era... hum, como dizer... inadequado. Pronto, eu digo: o que vi era feio. :)

Vai daí, eu que gosto de coisinhas bonitas (e funcionais, simples, luminosas) decidi criar uma coisa nova.

Espero que gostem e usem.
Como está feito sobre uma imagem vectorial pode ser ampliado sobre as páginas de qualquer programa de edição (como o Publisher, por exemplo) quase sem perder qualidade na impressão, mesmo em A3 (penso eu, mas só pude testar em A4).

Vou deixar aqui a seguir o linque para o postal do meu blogue onde está posta a imagem.

http://umjardimnodeserto.nireblog.com/post/2008/10/25/a-luta-e-bela

Um grande f-d-s para todos.

15/11 disse...

A senhora ministra passou a legislatura a tentar demarcar e separar os professores dos sindicatos. “Ah… e mais não sei quê, é importante não confundir os professores com os sindicatos… e porque torna… e porque deixa… os professores compreendem-nos, os sindicatos é que não… e mais isto… e mais aquilo”.
Agora, se a manifestação do dia 15/11 tiver uma expressão significativa, como espero que tenha, ainda vamos acabar por ver o Ministério a colaborar com os Sindicatos para tentarem conter e controlar os ímpetos destes professores desalinhados… enfim, para minimizarem os danos.
No fundo, no fundo, ainda tinha uma certa graça!
15/11

Anónimo disse...

Vamos a eles, colegas! Estou pronto para lutar até onde for necessário! Esta cambada de mentirosos, hipócritas e perversos não podem vencer!

Anónimo disse...

Sugiro a publicação, na sexta-feira dia 14, de um suplemento de quatro páginas num jornal diário de grande circulação para expor as razões da manifestação dos professores.
Ganha o jornal (publicidade gratuita que faremos ao jornal irá contribuir para o aumento das suas vendas), ganhamos nós (levamos a nossa voz junto dos leitores sem passar pelo lápis azul instalado pelo regime) e ganha o público que ficará melhor informado.

FILIPE

ILÍDIO TRINDADE disse...

Amigo Zé!

Obrigado pelo cartaz.

UNIDOS, VENCEREMOS!

União, Porra! disse...

Colegas.

Já não chega o facto de existir a divisão da carreira em Titulares e professorecos e agora uma divisão de manifestações?

Não sou nem nunca fui sindicalizado. Mas o momento é de luta e união.

Começo, ao contrário de vós, a ver as pessoas a desmobilizarem. Se existirem duas, vos garanto que não vou a nenhuma.

Lamento.

Manuel Barros disse...

Concordo com todas a vossas posições, mas não nos podemos esquecer que são os sindicatos os nossos interlocutores e que por isso deviam convergir, os movimentos e os sindicatos para uma grande manifestação, sendo esta a 8 ou a 15, mas em unidade...
Não quero pensar que razões políticas estão a condicionar todo o processo, pois estas não cabem ou não deveriam caber, certamente no seio dos professores.
Lamento mas temo que esta divisão nos traga dissabores no curto prazo. Ainda vão a tempo, por isso unam-se...

Manuel Barros disse...

Concordo com todas a vossas posições, mas não nos podemos esquecer que são os sindicatos os nossos interlocutores e que por isso deviam convergir, os movimentos e os sindicatos para uma grande manifestação, sendo esta a 8 ou a 15, mas em unidade...
Não quero pensar que razões políticas estão a condicionar todo o processo, pois estas não cabem ou não deveriam caber, certamente no seio dos professores.
Lamento mas temo que esta divisão nos traga dissabores no curto prazo. Ainda vão a tempo, por isso unam-se...

Anónimo disse...

Os professores foram sempre uma classe deunida. Na manifestação do ano passado fizeram teatro, fizeram de conta que conseguiam unir-se. Esperta foi a Lurdes que esperou para ver a verdade. Ela aí está - escolas a cumprirem ordens absurdas, só algumas a resistirem.

Continuem assim desunidos e rapidamente estarão a lavar o chão, já que não são capazes de ver ao longe.

As manifs têm de se unir, há que engolir o sapo dos sindicatos, porque só eles têm poder negocial com quem manda.

Eficaz será entupir os mails da comunicação social e do parlamento com as queixas diárias de PAIS, ALUNOS e PROFESSORES.

Anónimo disse...

Dia 15 lá estarei novamente! Vencê-los-emos pela perseverança e pela luta constante!
Na minha escola não há união... parece-me haver medo... medo de encarar a realidade, medo de dar a cara na luta, aliás... mesmo medo de assumir uma postura contrária à do ministério.
Como tal, não há autocarro...
Contudo, irei... juntar-me-ei à primeira escola que encontrar... iria mesmo a pé, se necessário fosse!
Há que avançar. Vencê-los-emos pela perseverança, pela coragem e pela luta por uma dignidade nossa, de direito! Do nosso lado está a razão!
Cristina Cruz

Cláudia Lago disse...

Na minha escola também não há autocarro...Por estranho que possa parecer (para mim é imcompreensível!!) parece que nem indignação vem ao de cima!!!Há medo de expressar qualquer opinião individual.A preocupação é com "os papéis" :((( Na última reunião de Departamento disse o que pensava sobre tudo o que se está a passar, e com excepção de um colega que também falou os outros remeteram-se ao silêncio.Terça-feira vamos ter outra reunião de Departamento e vou levar uma proposta de documento/moção a discussão a propósito do modelo actual de avaliação.Sinto-me triste, cansada e, acima de tudo sinto-me muito desiludida e revoltada...Mas continuarei a LUTAR E NO DIA 15 ESTAREI EM LISBOA NOVAMENTE.COLEGAS, UNIÂO PRECISA-SE, mais que nunca...

Anónimo disse...

Lá estarei...não é possível continuarmos desunidos! A união faz a orça!

Anónimo disse...

Dia 15 será o dia da nossa
(re)UNIÃO!

LÁ ESTAREMOS!!

Maria Inácia disse...

Lá estaremos, porque em minha casa somos dois. A luta continua.

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page