quarta-feira, 29 de outubro de 2008

NÃO VAMOS MORRER NA PRAIA...

Caros amigos:

Não haja a menor dúvida que todos os jogos servem no sentido de adormentar os movimentos independentes dos professores; a lógica subjacente ao comportamento da FENPROF segue esse caminho, tudo arranjando para quebrar a união dos movimentos independentes dos professores.

As notícias que vão surgindo, nomeadamente o título no DN de ontem FENPROF RECUSA DESMARCAR PROTESTO e logo depois a mensagem no site da Fenprof "Tem corrido a blogosfera e tem-se propagado por correio electrónico a informação de que a FENPROF iria realizar uma reunião com representantes de três movimentos de professores. Esta informação não é rigorosa. Foi solicitada, apenas, a possibilidade de representantes de movimentos exporem os motivos dos seus recentes posicionamentos em relação à situação na Educação. O que foi, aliás, aceite, como também é normal fazer-se, sempre que uma associação ou movimento o solicita, num espírito de unidade que a FENPROF sempre sustentou" podem ser também vistos como uma estratégia oculta e bem montada e orquestrada com um objectivo final: dividir os movimentos independentes e forçar a ruptura na unidade dos professores relativamente à marcada para o dia 15 de Novembro.

Por esse motivo, pede-se que os movimentos independentes de professores falem a uma só voz e não se deixem intimidar por quaisquer adversidades, pois têm que estar cientes que representam mais de 90 % dos professores do país e que os sindicatos neste momento pouco ou nada valem para a defesa dos interesses dos professores e da escola pública portuguesa.

Não seria agora que nós, professores, iríamos morrer na praia …

13 comentários:

Anónimo disse...

«Resistências: Agrupamento De Escolas D. Miguel de Almeida (Abrantes)
Posted by Paulo Guinote under
Proposta ao Conselho Pedagógico e ao Conselho Executivo

Os professores e educadores do Agrupamento de Escolas D. Miguel de Almeida, de Abrantes, subscritores deste documento vêm propor ao Conselho Pedagógico e ao Conselho Executivo a suspensão do processo de avaliação do desempenho em curso...»

Rui Baptista disse...

A reunião com a Fenprof, seria como que a modos os movimentos dos professores abrirem durante o dia da reunião as portas para que o Cavalo de Tróia (leia-se da Fenprof)entrasse nos movimentoa. Depois, depois seria apenas esperar pela noite (leia-se manifestação conjunta dos professores com a Fenprof/Plataforma Sindical) para que os da Fenprof e Plataforma saíssem do bojodo cavalo para chacinarem os movimentos.

É preferível meia dúzia de professores convictos do seu ideal de liberdade sindical a desfilarem no dia 15 de Novembro do que uma manifestação conjunta que sirvisse os desígnios políticos de alguém que sonha com o poleiro de altos voos, mesmo que em sujo pau de galinheiro.

Morrer na praia? Não fosse o Dia D, do desembarque dos Aliados na Normandia, estaríamos ainda hoje sob o jugo de Hitler e, quem sabe, se do próprio Satalin. A história é tão pródiga em traições e mudanças repentinas de rumo conforme conveniências estratégicas de ocasião. Justiça seja feita, nesse aspecto ninguém bate a Fenprof e quando os sindicatos da Plataforma acordarem do sonho de um projecto de luta comum transformar-se-á no pesadelo de serem, os de menor dimensão, pulverizados e os de maior projecção desacreditados perante os seus associados depois de terem caídono logro que os inimigos de ontem poderiam ser os amigos de hoje.

Triste vai ser o espectáculo de comadres desavindos a acertarem, finalmente contas com os seus associados traídos nas suas convicções e na traição aos ojectivos estatutários que deram o sopro de vida à sua existência..

Anónimo disse...

É pena muitos comentadores e colaboradores deste blog não organizarem " uma escola uma camioneta"... estou a começar a sentir que "muita parra, pouca uva"

Anónimo disse...

Força e união para dia 15

Anónimo disse...

"Justiça seja feita, nesse aspecto ninguém bate a Fenprof e quando os sindicatos da Plataforma acordarem do sonho de um projecto de luta comum transformar-se-á no pesadelo de serem, os de menor dimensão, pulverizados e os de maior projecção desacreditados perante os seus associados depois de terem caídono logro que os inimigos de ontem poderiam ser os amigos de hoje."

Rui baptista,

Não tem estado, decerto, completamente atento.

Os sindicatos da Plataforma já foram desfeitos, pela Fenprof, logo no início do consulato do trio marabilha. A traição foi materializada através da cota de dispensas de professores para os sindicatos, via prova do número de sócios. Foi tudo para Tribunal!!!
No entretanto, a Fenprof e a 5 de Outubro conluiaram-se para encerrar as portas das restantes organizações sindicais dos professores, com excepção dos sindicatos afectos à UGT, a FNE (confederação de sindicatos da Educação) e o Sindep, por com estes não o puderem fazer!!!

O grave, é que este grupo muito minoritário de sindicalistas, tomou ou está a tomar uma posição muito "estranha" - parece que, definitivamente, querem "morrer".

Então ... que morram.

Anónimo disse...

Rui Batista,

Rezo pelo obituário que sugeriu.
Dia 15 lá estamos.
CF

Anónimo disse...

Professores intimidados são muitos, todavia unidos faremos uma grande manifestação dia 15. O comportamento salazarista do governo tem os dias contados.Este governo está a empobrecer o espiríto aventureiro que manifestámos ao longo dos tempos. Deixem-nos trabalhar.

setora disse...

Pela minha escola é a 15 que os professores querem ir para a rua.

Anónimo disse...

Eu gostava de ir a Lisboa no dia 15, mas já contactei várias colegas e ninguém tem conhecimento de escolas que vão a esta`manifestação.
Por favor, quem conhecer escolas do distrito do Porto que vão no dia 15, agradecia que me informassem.
Obrigada

Goreti disse...

Hoje a escola secundária de vila verde também aprovou uma moção ao conselho pedagógico pedindo a suspensão deste modelo.

A luta continua

Maria Goreti Monteiro

Anónimo disse...

Vocês já imaginaram os professores irem todos dia 15 e deixarem os sindicatos a falarem sozinhos dia 8? De certeza que íam ter mais respeito pelos professores...eheheh

Anónimo disse...

Professores, todos no dia 15. Chova ou faça sol.

mario silva disse...

Meus caros amigos,
A hora é de pragmatismo. Enquanto não se alterar o edificio constitucional e juridico, para o bem e para o mal, os sindicatos são os únicos representantes reconhecidos oficialmente para negociar com o governo. Infelizmente é o que temos. Que adianta uma grande adesão no dia 15se depois são os sindicatos que são ouvidos e não os movimentos independentes? É Justo? Talvez não, mas ainda não há alternativa.
Mas neste momento, se querem mudar algo, temos de seguir o conselho de Deng Xiao Ping: "Não importa que o gato seja preto ou branco, desde que cace os ratos"...

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page