sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

AS CONTAS DE UMA GREVE ATÉ SE CONSEGUIR

Pessoalmente, continuo a pensar que a greve de zelo é a melhor forma de "rebentar" com o sistema. Mas já estou por tudo!


Fazer greve por tempo indeterminado não é perder dinheiro, mas sim investi-lo!

Sei que muitos de nós não temos paciência (ou jeito) para as contas, mas estas vale a pena fazer...

Voltemos ao ano de 2004 e consideremos:
- um vencimento mensal líquido de 990 euros e
- um horário semanal de 22 horas lectivas.
Cada mês tem, em média, 4 semanas e meia (4,5), ou seja, por mês, há 4,5 X 22 = 99 horas lectivas.

Por outras palavras, neste caso, cada hora lectiva vale 10 euros.

Mas, cinco anos depois, muita coisa mudou...

O horário semanal passou a ser de 26 horas lectivas, ou seja, 4 horas por semana estão a ser oferecidas por nós.

Ora, 4 horas por semana são 4,5 X 4 = 18 horas por mês

E 18 horas são 18 X 10 = 180 euros

Por mês, perdemos, portanto 180 euros...

Em seis meses, perdemos mais que um vencimento inteiro: 6 X 180 = 1080 euros !

Mas vamos ver as coisas de outra forma.

Se, na altura em que as coisas mudaram, tivéssemos feito uma greve por tempo indeterminado que tivesse durado um mês, teríamos "perdido" 990 euros.

Mas nenhum governo resiste a uma greve de um mês...

Por outras palavras, os 990 euros que não perdemos na greve que não fizemos, já os perdemos (e muito mais) em horas a mais que estamos a dar.

E podemos perder muito mais, se não fizermos nada !

Podemos fazer as contas com qualquer outro vencimento, que o resultado é o mesmo.

Fazer greve por tempo indeterminado não é perder dinheiro, mas sim investi-lo !

1 comentário:

Martins disse...

É verdade, mas há professores e sindicatos que me parece que são burros!

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page