sábado, 3 de janeiro de 2009

À ATENÇÃO DOS SENHORES DEPUTADOS

Motivos para os Senhores Deputados votarem a suspensão deste modelo de avaliação

A Senhora Ministra já considerou burocrático e injusto o modelo de avaliação que teima em aplicar aos professores para tentar salvar a face. Se compararmos as duas simplificações criadas pela ministra com o Estatuto da Carreira Docente aprovado pela Assembleia da República, vemos que nada têm a ver. Será que em Democracia uma Ministra tem o poder de alterar Leis aprovadas pela Assembleia da República? Será que os professores merecem ser tratados como cobaias e prejudicados na sua carreira pelo capricho de uma Ministra?

As razões para inviabilizar este modelo de avaliação no dia 8 de Janeiro, mesmo com as simplificações, são as seguintes:

a) Se vários docentes reunirem condições para obterem "Excelente" e só um puder ter, os outros são vítimas de injustiça não só na sua progressão, mas também para efeitos de concurso e de colocação.

b) Há critérios diferentes de escola para escola: em algumas escolas poderá ser muito mais fácil obter "Excelente" do que noutras, o que vai criar injustiças nos concursos a nível nacional.

c) É um modelo que fomenta os compadrios.

d) Mesmo que um professor obtenha sempre "Excelente", se não existirem vagas para passar a titular ficará impedido de progredir.

e) Para quê insistir num modelo remendado, se a senhora Ministra já referiu que no próximo ano haverá outro? Quem lucrará com a instabilidade que se vive na escola pública?

f) Se nos Açores não há a categoria de Professor titular e os avaliadores são eleitos entre os seus pares, por que existem titulares no Continente?

g) Suspender o Modelo de Avaliação seria dar a mão à senhora Ministra que assim salvaria a face, deixando cair este modelo importado do Chile por imposição do parlamento e não dos sindicatos.

h) Criar um clima favorável à discussão de um novo aceite pelas partes.

i) É urgente rever o Estatuto da Carreira Docente, pois o modelo simplificado nada tem a ver com essa Lei aprovada pela Assembleia da República.

j) A disciplina partidária que impede os Deputados de votarem livremente é uma violação da democracia.

k) Os professores são pessoas e não cobaias nem armas de luta política.

Uma sociedade que não valoriza os professores é uma sociedade que caminha para a autodestruição.

Professor Português

4 comentários:

Anónimo disse...

Uma sociedade que não valoriza os professores é uma sociedade que caminha para a autodestruição.

já é a Sociedade que temos, provocada por este Governo do PS... NOTA-SE AS NOTICIAS DE COMPRADRIOS E CORRUPÇÕES ETC....

São Gens disse...

Off Topic
Já alguem reparou na alteração do limite de 5.5 milhoes de Euros para a adjudicação de obras públicas?
Não será isto um grande presente de Natal para os corruptos?

Delfim Peixoto disse...

Teremos de dobrar o " Cabo Bojador"...!!!

Anónimo disse...

Concordo plenamente que, a disciplina partidária que impede os Deputados de votarem livremente, é uma violação da democracia. Para quê tanto deputado se os tornam acéfalos? Bastava um por partido já que os outros ficam sem cabeça para decidir seja o que for. É só treta esta democracia!

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page