domingo, 1 de fevereiro de 2009

EXEMPLO DE CORAGEM

Mais um exemplo de coragem, neste caso da Célia Tomás.



Caros Colegas, de Norte a Sul do País!

Quero dizer-vos que no dia 28/01/09, em conjunto com sensivelmente 70 professores (de um universo de 190 professores), decidimos, a par das tentativas ministerias de incutir medo, NÃO ENTREGAR OS OBJECTIVOS INDIVIDUAIS. Presumo que também tenham assim decidido.

Faço parte de um grupo de professores que têm vindo a dinamizar e a coordenar o movimento de luta na nossa Escola. Tenho, a este propósito, escrito, divulgado via net (embora não seja bloguer) e afixado na minha escola alguns documentos pessoais de reflexão que justificam a razão da nossa luta que é, em última instância, a luta por um Ensino Público de Qualidade em Portugal, assente num Estatuto da Carreira Docente CONDIGNO.

Não podia, agora, voltar as costas, desiludir e desencantar todos aqueles a quem eu dei a minha Palavra de Honra de que a minha acção seria absolutamente coincidente à minha Palavra.

Desde muito cedo que sou sensível às questões de Desigualdade e Injustiças Sociais, pelo que me debato por um Ensino Público de qualidade para aqueles, que à partida partem, mais desfavorecidos, como forma de os preparar para a vida.

É o melhor que lhes posso dar, razão pela qual não baixo os braços, mesmo que possa sofrer consequências que me prejudiquem.

Devo dizer-lhes que prescindo da minha ascensão na Carreira Docente (mudaria este ano de escalão, para o 8º, bastaria que para isso tivesse entregue os Objectivos individuais) se em contrapartida conseguirmos aquilo a que me refiro atrás.

Com os melhores cumprimentos a todos.

Célia Tomás (prof. de Filosofia da Esc. Sec. de Odivelas)

3 comentários:

Anónimo disse...

Bravo! Aqui está alguém que assume por completo a questão! Percebe que não entregando os objectivos, não vai progredir na carreira e não anda a enganar ninguém a dizer que depois vai entregar a autoavaliação e vai ser avaliada... Assim é que é! Saber assumir em plenitude as acções que se tomam!

Anónimo disse...

A Célia e muitos outros professores não devem estar esclarecidos sobre a questão que levanta.

"DA NÃO ENTREGA DE OBJECTIVOS INDIVIDUAIS NÃO RESULTA PERDA DE TEMPO DE SERVIÇO


Com a intenção de intimidar os professores e entregarem os objectivos individuais de avaliação, têm sido postos a circular diversos boatos, que vão desde a impossibilidade de concorrer nos próximos concursos até a alegadas perdas de tempo de serviço.
Por exemplo, há professores que foram informados, por escrito, de que, da não entrega de objectivos individuais, resultará a não contagem do tempo de serviço em avaliação para efeitos de futura progressão. Essa informação não tem qualquer fundamento legal pelo que, sempre que um professor receba tal notificação, deverá dirigir à entidade que o/a notifica, o seguinte Requerimento:

“Eu, (nome), professor do ___ grupo, da Escola/Agrupamento ________________, venho requerer a V.ª Ex.ª, nos termos do disposto nos artigos 120.º a 122.º e 124.º do Código de Procedimento Administrativo, que me sejam dados a conhecer os fundamentos legais da informação recebida de que, por não ter entregado os objectivos individuais de avaliação, me será descontado tempo de serviço para efeitos de progressão.”




A entidade a quem é requerida esta informação fica obrigada a responder por escrito devendo o/a professor/a, logo que receber a resposta, dirigir-se ao seu Sindicato.

A Direcção"

Aqui está o requerimento (sindicatos) para interpor nas escolas, via secretaria com prova de que foi entregue.

Anónimo disse...

A Célia já consultou o artigo 37º do ECD e sabe qual o preço a pagar... Já leu este artigo do estatuto? Tem lá a resposta, escusa de fazer o requerimento...

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page