quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

LOUCOS

Os deuses devem estar loucos. Ou serão os homens?

Crónica de Santana Castilho´

Deixem-me que aligeire a coisa. Estou cansado da avaliação, da ministra e dos baixinhos.

1. Ouvi eu. Foi nos canais todos e os ministros não mentem. Muito menos o homem do fraque. No princípio era o verbo. Reduzir. No fim temos o número: 3,9%. Se pensarem votar neles, pensem duas vezes. Metem-se num sarilho que nem Alá sabe onde termina.

2. Os jornais, tal como os ministros, também não mentem. Vi eu e vinha em vários: está aberto concurso internacional para candidaturas ao cargo de reitor da Universidade de Lisboa. Bolas, que atávicos temos sido. Se a Fátima Felgueiras por lá anda e o Santana Lopes vai voltar, por que não um camone na nossa universidade?

3. Portugal, dizem-me, que desta feita não vi, é representado por uma ensanguentada tábua de bater bifes, em cima da qual repousam nacos de carne com a forma das antigas colónias; a Alemanha reconhece-se no meio de um emaranhado de auto-estradas, com a forma vaga de uma cruz suástica; a Roménia, talvez por inspiração do defunto Ceausescu, o tal dos bidés em ouro, virou Drácula de dentes afiados, à vampiro; a ilha do tio Blair é um buraco em falta numa peça de fancaria plástica, a sugerir a Europa; no que toca à Bélgica, o criador foi generoso: meteu-a numa caixinha de chocolates; já para a Irlanda, ontem modelo, hoje quase falida, o artista foi sarcástico: representou-a por uma gaita de foles; e a Suécia? Claro que é uma tabuinha do Ikea; retrete turca é o que a mente capta do marginal reservou para a Bulgária; a Grécia é uma bola de fogo, enquanto a Holanda mal se percebe, submersa por um mar imenso, donde despontam muitos minaretes de mesquitas. E por aí fora, que estão mais pendurados em Bruxelas. Sim, porque é de uma pendureza que se trata. Pende do edifício da Comunidade Europeia em Bruxelas e cumpre a tradição de encomendar uma obra de arte a um génio do país que, de seis em seis meses, assume a presidência da coisa. Mas o genial não foi a inconveniência do artista checo. Foi o desconhecimento do respectivo vice primeiro ministro, que só soube da maca quando lhe passou por baixo. Fez-me lembrar o Dias Loureiro em cima da ponte. Lembram-se?

4. A luz chega-me de Paris, pois claro, a Cidade da Luz! Foi lá que abriu o Ano Internacional da Astronomia. Quantos rabos virados para a lua, planetários em sessões contínuas, telescópios de todo o tamanho e feitios assestados ao infinito, exposições e conversas de ovnis e outros mistérios! Tudo para ver como encaixamos no universo. Nuno Santos, um físico dos astros do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, estima que dentro de meia dúzia de anos teremos encontrado um planeta parecido com a terra. E enche-me a alma de esperança porque, afirma com uma convicção de que não duvido, "que não podemos ser os únicos em 100 milhões de estrelas".

Este foi o meu jackpot da semana. Tão grande como aqueles que o Casino de Lisboa não quer pagar. É para esse planeta que poderei partir, para fugir a este mundo de homens loucos. Está decidido. Só desisto se para lá exilarem a tia Milu.

In Escola Informação.

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page