sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

PORMENORES DOS NÚMEROS DA RESISTÊNCIA

Além da lista de consulta rápida do número de professores que entregaram ou não entregaram os objectivos individuais (disponível em OS NÚMEROS DA RESISTÊNCIA), colocamos aqui elementos complementares e/ou de outros pormenores sobre o processo nalguns Agrupamentos/Escolas.

Na Escola Secundária D Maria II – Braga
Professores – 112
Não entregaram objectivos – 66 – 58,9%
Entregaram objectivos – 46 – 41%
Pediram avaliação científico-pedagógica - 8 professores – 5 contratados; 3 não contratados – 7,1%

Na Escola Sec./3 Dr. Joaquim Gomes Ferreira Alves (Secundária de Valadares), com um total de 172 professores, 36 não entregaram os objectivos individuais. Pelo menos 45 "pediram aulas assistidas".

No Agrupamento de Escolas (Agrupamento de Escolas da Abelheira, Viana do Castelo), num universo de cerca de 140 docentes, 50 não entregaram os OI. Mais de metade daqueles que entregaram os OI afirmam, claramente, que o fizeram por "medo" das consequências (mesmo professores do quadro). De salientar que se trata de um agrupamento com um número significativo de professores contratados.

No Agrupamento Vertical de Escolas de S. Teotónio, no concelho de Odemira, dos 62 educadores e professores, 25 não entregaram os objectivos. Pode parecer-lhes poucos, mas, no ambiente que se vive, foi uma grande vitória. No grupo dos 25, estão quatro dos seis coordenadores de departamento. E nesse grupo também se encontram cinco de um total de seis professores titulares.

No Agrupamento Ruy Belo, não há dados relativos ao 2/3º ciclos. Em relação ao 1º ciclo e Jardim de Infância, apenas um professor não entregou. É um agrupamento que terá cerca de 60/70 professores do 1º ciclo e Jardim de Infância.

No Agrupamento Vertical de Escolas de Abação, Guimarães, dos 107 professores, 3 não entregaram os OI. É um agrupamento novo, no 2º e 3º ciclo só há 2 prof titulares e, mesmo assim, 42 pediram aulas assistidas.

No Agrupamento de Escolas Pintor José de Brito (Portuzelo, Viana do Castelo), dos 54 que entregaram os OI, 33 são contratados. Total de professores: 160 .

Na Escola Secundária dos Carvalhos, dos 39 professores que entregaram os objectivos, 19 são contratados. Não entregaram os objectivos individuais 78 professores (66,6%).

Na Escola D. João II, o prazo para a entrega do documento do OI expirou no passado dia 30 de Janeiro. Na véspera, os professores tinham feito uma Reunião ao abrigo da lei sindical, onde 50 dos 61 presentes se comprometeram por votação a manter-se solidários, não recuar, e discutir o assunto com colegas indecisos.
No dia 4 de Fevereiro, pode confirmar-se que, no dia seguinte àquele, mais 20 colegas resolveram juntar-se ao “grupo da recusa”, perfazendo assim o número total 70!
Os que entregaram o documento foram 45.
Em percentagens:
Total de professores: 115
Não entregaram OI: 70 (61%)
Entregaram OI: 45 (39%)

Na Escola Secundária de Santa Maria - Sintra, num universo de 208 professores, entregaram OI´s apenas 63 professores. A maioria das entregas são de professores contratados, embora não se tenha conseguido apurar com exactidão quantos. Isto significa houve pouco mais que 31% de entregas.

No Agrupamento Professor Agostinho da Silva, do total de 170 professores, 30 não entregaram os OI. No entanto, dos 170 há que retirar 6 que pertencem ao CE, restando 164. Destes, 14 pediram aulas assistidas, porque "exigem" ter Excelente ou Muito Bom.

No Agrupamento Vertical de Escolas da Areosa - Porto, dos 8 professores que não entregaram os objectivos individuais, 4 não o fizeram por se encontrarem de atestado médico. Entregaram os objectivos 75 professores.

No Agrupamento de Escolas Prof. João de Meira - Guimarães, findo o prazo para a entrega dos Objectivos Individuais, registou-se que 92 docentes (dos quais 23 solicitaram aulas assistidas) entregaram os objectivos individuais; não entregaram os OI: 70 docentes.

Agrupamento de Escolas Roque Gameiro - Amadora:
Total de professores do Agrupamento de Escolas Roque Gameiro - 184
Não entregaram objectivos individuais - 52 professores - 28,26%
Entregaram objectivos individuais - 114 professores - 61,96%
Pediram avaliação cientifico-pedagógica - 12 professores (4 contratados; 3 QE; 5 QZP) - 6,52%
Solicitaram dispensa da avaliação - 6 professores - 3,26% (cf o previsto no artigo 12º do DR nº1-A/2009, de 5 de Janeiro).

No Agrupamento de Escolas Ruy Belo - Monte Abraão, dos 13 professores que não entregaram, 8 são contratados! O único grupo disciplinar a 100% de recusa foi o grupo 910 (Ed. Especial): até 3 contratadas, em situação de prova de ingresso, resistiram à entrega dos objectivos individuais.

Na Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, em Odemira, dos 10 professores que entregaram os objectivos individuais, 8 são contratados. Mas houve contratados mais firmes, pois 2 deles, juntamente com mais 46 professores, não entregaram os objectivos.

Na Escola Secundária/3 José Régio, em Vila do Conde, dos 21 professores que entregaram os objectivos individuais, 17 são contratados. Não entregaram os OI 118 professores.

Na Escola Secundária de Miraflores, em que 83 professores entregaram e 40 não entregaram os objectivos individuais, o CE não vai fixar objectivos individuais para ninguém.

Na Escola Secundária de Caneças - Odivelas, dos 143 professores (dos quais 134 assinaram moção a pedir a suspensão), apenas 20 não entregaram os OI's. Dos que entregaram, 26 pediram a avaliação cientifico- pedagógica.

No Agrupamento Vertical de Escolas Dr. Manuel Fernandes - Abrantes, dos 160 professores, 33 entregaram (2 com documento de aposentação, mas ninguém pediu aulas assistidas). 127 professores não entregaram Objectivos Individuais.

Na Escola Secundària Augusto Cabrita- Barreiro, terminado o prazo de entrega, entregaram os OIs' - 35 professores; não entregaram os OI's - 63 professores. Por curiosidade, 4 professores solicitaram observação de aulas. Consta que um desses quatro retirou pedido de observação de aulas.

No Agrupamento de Escolas D. Domingos Jardo, de um total de 144 professores e educadores, 91 não entregaram e 53 entregaram os O.I. No entanto, em reuniões de plenário, mais de 90% dos professores e educadores têm-se manifestado contra o modelo de avaliação.

Na Escola Secundária de Ponte de Lima, dos 169 professores, apenas 20 entregaram os OI's, sendo 17 destes contratados.

Na Escola Secundária Infanta D. Maria, em Coimbra, em 91 professores, 8 entregaram os objectivos (8,8%). Destes 8, 5 são contatados e um destes foi o único a pedir avaliação na componente científico-pedagógica. A percentagem dos que não entregaram é 91,2%.

Na Escola Secundária Padre António Macedo, em Vila Nova de Santo André, de um total 98 professores, apenas 15 entregaram os OI, tendo 4 solicitado aulas assistidas.

Na Escola Secundária c/ 3.º Ciclo do Entroncamento, que conta com um total de 139 docentes, foram apurados os seguintes números:
- professores que entregaram OI - 27%, dos quais 5% solicitaram avaliação na componente científico-pedagógica;
- professores que pediram dispensa de avaliação por se encontrarem em situação de requerer passagem à reforma - 7%.
- os restantes NÃO ENTRGARAM.

No Agrupamento de Escolas D. Carlos I, em Sintra, dos 147 professores, 87 professores entregaram OI (cerca de 60 são contratados), 60 professores não entregaram OI (40,81% do total) e 10 professores solicitaram aulas assistidas (8 deles do 1º ciclo).
Houve uma colega que foi a única contratada a não entregar os OI!

No Agrupamento de Escolas de Toutosa - Marco de Canaveses, num total de 130 docentes, apenas 6 entregaram os Objectivos Individuais: 4 do pré-escolar, 1 do 1º Ciclo e 1 do 3º Ciclo. Apenas um professor do 3º Ciclo requereu a avaliação cientifico-pedagógica.

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page