quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

A PROPOSTA DA NOVA ESTRUTURA DA CARREIRA

Na verdade, esta equipa ministerial merece que os tribunais ou os eleitores os mandem para casa. A proposta da nova estrutura da carreira representa um enxovalho para os mais velhos, aqueles a quem brindaram com mais 13 anos de serviço e que vão penar até à bonita idade de 65 anos para receberem uma reforma menor do que os que se aposentaram com 52 anos de idade. É preciso lata para propor que estes professores entrem na competição dos muito bons e excelentes. Para Jorge Pedreira, não é suficiente a humilhação e maldade de obrigarem os professores a trabalharem mais 13 anos do que os que se aposentaram até 2007. Ainda é preciso introduzir no final da carreira destes professores mais competição e divisões. E tudo isso para quê? Para se candidatarem a ganhar mais 200 euros! Isto é do domínio da maldade! Mais uma proposta que só merece desprezo.

As propostas do ME, se fossem aceites, iriam estender mais o tempo necessário para aceder ao topo da carreira. Na prática, aos antigos 10 escalões, seria acrescentado um 11º. E que dizer dos critérios a estabelecer para o acesso ao 4º escalão de professor titular? Obrigar os docentes que já estavam no topo da carreira a guerrearem-se pelas quotas de dois excelentes e ou muito bons consecutivos! Para quê? Apenas porque Jorge Pedreira está inebriado pela ilusão darwinista de quanto mais competição melhor. O PS de Sócrates e Pedreira não é um partido socialista. É um Partido Social Darwinista. Estão a transformar as escolas em selvas e as pessoas em animais selvagens. É o pesadelo bilderbergiano em acção. Amanhã, Jorge Pedreira reúne com os sindicatos. Estarão em cima da mesa estas propostas maldosas. Os sindicatos vão recusá-las. E aos professores só resta intensificar a luta. E dizer bem alto nas escolas e nas ruas: não queremos mais competição! Queremos justiça, partilha e cooperação!

As propostas do ME, se fossem aceites, iriam estender mais o tempo necessário para aceder ao topo da carreira. Na prática, aos antigos 10 escalões, seria acrescentado um 11º. E que dizer dos critérios a estabelecer para o acesso ao 4º escalão de professor titular? Obrigar os docentes que já estavam no topo da carreira a guerrearem-se pelas quotas de dois excelentes e ou muito bons consecutivos! Para quê? Apenas porque Jorge Pedreira está inebriado pela ilusão darwinista de quanto mais competição melhor. O PS de Sócrates e Pedreira não é um partido socialista. É um Partido Social Darwinista. Estão a transformar as escolas em selvas e as pessoas em animais selvagens. É o pesadelo bilderbergiano em acção. Amanhã, Jorge Pedreira reúne com os sindicatos. Estarão em cima da mesa estas propostas maldosas. Os sindicatos vão recusá-las. E aos professores só resta intensificar a luta. E dizer bem alto nas escolas e nas ruas: não queremos mais competição! Queremos justiça, partilha e cooperação!

Ramiro Marques, in http://www.profblog.org/

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page