domingo, 8 de fevereiro de 2009

SINTO-ME MAL

Entrega dos Objectivos Individuais.


Sou professor e entreguei os OI. E sinto-me muito mal por isso. Mal por não ter tido coragem de enfrentar as ameaças directas ou indirectas da tutela. Mal porque não me solidarizei com os professores que o fizeram. Mal porque é uma avaliação da treta e estou a colaborar com ela engrossando os números dos que entregaram. Mal porque este modelo de avaliação vai trazer injustiças, mal-estar nas escolas e contribuir para o descrédito da Educação em Portugal. Mal porque o governo, como fins únicos, deseja apenas diminuir as despesas com os professores e alcançar um falso sucesso na Educação através das estatísticas e propaganda - e arranjou a desculpa da avaliação para o fazer. Mal porque não fui capaz de explicar tudo isto aos Pais e EE e que continuam a não perceber as consequências deste processo no rigor e qualidade do ensino em Portugal.
Espero que haja muitos professores a resistir, a manterem a dignidade, a serem coerentes e corajosos. A estes professores, as minhas sinceras desculpas. Ao Povo português esclarecido, as minhas desculpas. E acreditem, a maioria dos professores da minha escola que entregaram os OI, fizeram-no por MEDO. Mas o medo também se vence e a História ensina-nos isso.

Professor HF

28 comentários:

Anónimo disse...

É a ditadura a se querer instalar! Já sabem também do chip nos carros?Apelo à intervenção cívica dos portugueses contra esta lei. Se isto for implementado é o fim da privacidade das pessoas. Com o chip podem saber tudo sobre todos: onde estiveram, a que horas estiveram, a que velocidade andaram, onde pararam e podem ainda manipular as pessoas impondo comportamentos ou atitudes como seja pagar electronicamente as portagens roubando-nos o direito de decidir e roubando postos de trabalho. Esta iniciativa é para dar mais lucros aos grandes e explorar e precarizar os pequenos. Não se calem! Intervenham! Esta é uma acção precursora do Anticristo o qual colocará um chip não nos carros mas nas pessoas. Unamo-nos todos pela justiça e LIBERDADE! Fora com a ditadura!

Anónimo disse...

O colega ainda está a tempo de os retirar. Haja coragem! Pense , reflicta e aja em conformidade com o que lhe vai na alma e vai ver que se vai sentir muito bem!

Anónimo disse...

Eu compreendo-o colega. Eu também estou no mesmo dilema, ainda não entreguei mas o prazo acaba dia 10. Penso que se não entregar posso estragar a minha vida e da minha família (se fosse só a minha era fácil de decidir) se entregar estou a pactuar com uma fraude. Mas não importa muito se entregamos ou não. O que importa é continuarmos unidos e a lutar. Há muita forma de lutar e lutar não se resume à não entrega dos objectivos! Continuemos unidos no objectivo de lutar com tudo o que podermos contra este ME. Creio que os sindicatos também têm sido culpados pois deixaram-nos a lutar isoladamente, mas ainda acredito na vitória. Continuemos todos unidos na luta e a apoiar-nos uns aos outros tanto os que entregam como os que não entregam.

Anónimo disse...

Quero deixar um apelo cívico! Já sabem do chip nos carros? Apelo à intervenção cívica dos portugueses contra esta lei. Se isto for implementado é o fim da privacidade das pessoas. Com o chip podem saber tudo sobre todos: onde estiveram, a que horas estiveram, a que velocidade andaram, onde pararam e podem ainda manipular as pessoas impondo comportamentos ou atitudes como seja pagar electronicamente as portagens roubando-nos o direito de decidir e roubando postos de trabalho. Esta iniciativa é para dar mais lucros aos grandes e explorar e precarizar os pequenos. Não se calem! Intervenham! Esta é uma acção precursora do Anticristo o qual colocará um chip não nos carros mas nas pessoas. Unamo-nos todos pela justiça e LIBERDADE! Fora com a ditadura!

アカネ disse...

descansa que não foste o único. mas mesmo assim, vencerão esta luta!

força!

Anónimo disse...

Ao colega que teve a coragem de se retratar no seu arrependimento da entrega de OI. Não se sinta culpado, eu acredito que a pressão é muita, muitos o fizeram, outros não. Eu não entreguei, mas na minha escola num universo de 140 professores, apenas 10 não entregaram os OI, os outros por medo entregarma. Paciência!

Sei de alguns professores que estão a pedir de volta os OI que entregaram, portanto caro colega, pode fazer o mesmo, se acha que se vai sentir melhor...

Um abraço solidário,

Prof. Sintra

Ana, professora disse...

Reproduzo o comentário que deixei no Umbigo a propósito desta mesma carta:
Qualquer que seja o motivo, medo, descrença, oportunismo , validaram o sistema. Que se sentem mal, já o tinha verificado na minha escola. São a razão de muitas pessoas dizerem que “afinal os professores até já aceitam, a ministra teve razão em ter pulso de ferro!”
Lamento, mas não contem comigo para lavar a alma nem a consciência. A minha está muito bem e recomenda-se."

E acrescento: encontra neste mesmo blog uma minuta que lhe permite deixar de lado as lamentações, retirando os seus OI! É só usá-la ou vá queixar-se para outro lado!
"

Ana disse...

"Sinto-me mal"
Se esse fosse o meu caso, eu recuaria. Ainda está a tempo!
Mais vale tarde do que nunca!
Não vale a pena dizer que se sente mal e continuar a pactuar com esta fantochada de avaliação.

mariaprof disse...

Se se sente mal e embaraçado face aos outros que continuam a lutar, contra todas as pressões e medos, VÁ LEVANTAR os OI. É o único passo que lhe pode devolver algum sentimento de bem-estar ao mesmo tempo que continua do lado certo da luta.
Pessoalmente não me conforta que peça desculpas. Eu espero que os professores ergam a cabeça e , se acreditam mesmo, enfrentem a luta.
Por acaso não acha que é o único a utilizar esses argumentos, pois não? Ouvimo-los todos os dias àqueles que se vão passando para o outro lado...
Os outros cá estão à espera das consequências mas de cabeça erguida!

Irene Bernardo disse...

Medo?
Medo de quê, colega? De usar a força que temos?
Eu não entreguei OI pelas razões que te fazem sentir mal. Sofrerei as consequências com a cabeça bem levantada.

Anónimo disse...

AOS PROFESSORES DE QUADRO DE NOMEAÇÃO DEFINITIVA

Caros colegas, agora e sempre, É PRECISO TER E ASSUMIR O NOSSO CARÁCTER

Também sou professor e recuso-me a pactuar com um modelo de avaliação que, por já ser tão simplex, nada tem de avaliação verdadeiramente científica relativamente à docência. Trata-se apenas de um preencher de papelada, e já está. Pergunto eu, numa avaliação dos professores não têm obrigatoriamente por passar todos por aulas assistidas? Afinal, que palhaçada de exemplo que é esta avaliação que o Ministério da Educação e o Governo estão a dar ao país? Afinal, é isto que querem para Portugal?
Estive nas manifestações, ONDE ANDEI COM BANDEIRAS E GRITEI BEM ALTO PEDINDO A DEMISSÃO DA MINISTRA, fiz as greves e nunca me passou pela cabeça fazer a entrega dos objectivos individuais porque tenho carácter e assumo que jamais irei pactuar com uma farsa criada pelo próprio governo.
E tu colega, que foste às manifestações e fizestes as greves, gritastes bem alto para a ministra ir embora, andaste com bandeiras, VAIS PACTUAR AGORA COM A FARSA e COM ESTA MINISTRA ou assumes que tens carácter?
É preciso desmascarar a propaganda oficial que não tem arreio em serem mentirosos descaradamente para as câmaras de televisão, afirmando que tudo vai bem, embora com algumas dificuldades. É preciso dizer que, para esta equipa do Ministério da Educação e este Governo que o que menos conta é a qualidade de ensino que hoje é dado nas escolas. É preciso dizer não e ser firme à entrega dos objectivos individuais de uma avaliação simplex que de avaliação científica dos professores, quando exprimida, dá zero. E É PRECISO SOBRETUDO ASSUMIR O NOSSO CARÁCTER, RECUSANDO A ENTREGA DOS OBJECTIVOS INDIVÍDUAIS.

Ilídio, é isto que vai na minha alma e tinha que desabafar; porque não entendo como um professor do QND pode alguma vez pensar em entregar os objectivos mínimos, traindo todos os outros colegas; se realmente fui longe demais, peço desculpa e agradeço que apagues este meu comentário. Um abraço.

jorge disse...

Colega
Eu não entreguei e sinto-me muito bem!
Se se sente mal e está arrependido ainda está a tempo...

SE ESTÁ ARREPENDIDO...

Entregou os objectivos individuais e está arrependido?

Ainda está a tempo de requerer a desistência.

Pode fazê-lo em qualquer altura: agora ou mais para diante.

Lembre-se que, de acordo com o decreto-lei 15/2007, a primeira fase do processo de avaliação é a entrega da ficha de auto-avaliação.

Se quiser desistir, basta assinar a minuta que se segue:


Exmo/a Senhor/a
Presidente do Conselho Executivo da Escola/do Agrupamento _______________________


_________________________, educador(a)/professor(a) a exercer funções docentes neste Agrupamento/nesta Escola, residente em/na _________________, tendo apresentado em ___/___/______, os objectivos individuais, vem requerer, ao abrigo do artº 110º, n.º 1 do Código do Procedimento Administrativo, a desistência da sua apresentação.

_______________________, ____ de ____________ de 2009

A/O Requerente
_______________________

Ana disse...

Como posso aceitar que uma pessoa esclarecida, que reconhece todos os inconvenientes deste processo e a injustiça que lhe é inerente, possa dizer que entregou por medo?
Alguém é capaz de me esclarecer?
Afinal qual foi o significado dos 100 000 e dos 140 000?
Também estiveram lá por medo?
Explique-me colega qual foi o seu medo e qual o tipo de ameaças.
Para reagir assim, depois de um raciocínio tão lúcido, só posso acreditar que as ameaças foram demasiado graves. A ser assim, deve denunciá-las ainda que sob anonimato.

Martins disse...

Eu ajudarei na campanha de informação. Martins

Anónimo disse...

Não há comentário que traduza o meu enjôo... Que lindas palavras... um poema até...sinceramente, colega!!!!... espera que com esta linda retórica possamos ter alguma simpatia pelo seu gesto ...????? Sem comentários...

Anónimo disse...

Você diz ao final do seu texto: "Mas o medo também se vence e a História ensina-nos isso". No entanto, foi vencido pelo medo. Sentir-se mal vai adiantar algo agora? Não adoeça. Apenas continue do lado de quem não lhe oprime.

Blogdamodesta
MG - Brasil

NI disse...

Sinceramente, custa-me ter de dizer isto, mas não sou mulher de meias palavras. Desculpe-me o colega HF. Antes de mais, as desculpas estão aceites, naturalmente, nem são, de resto, devidas. Cada um faz o que lhe dita a sua própria consciência.
Mas, se reconhece realmente como válidas as razões que evoca (avaliaçao da treta...injustiças...mal-estar nas escolas...descrédito da educação...) ENTÃO POR QUE É QUE COMPACTUOU COM ISTO,entregando os OI? Medo??? Eu também tenho medo, família, carreira para defender, casa para pagar...É claro que o medo também se vence. Mas custa menos a vencer se formos muitos.Também disso reza a história.
Porque quando o ECD cair ( e vai cair!!), todos nós cantaremos vitória: os que ficaram pelo caminho, com medo, e os que resistiram...com medo. Mas resistiram.

Alda disse...

Eu sinto-me igualmente angustiada. Não há palavras para dizder aquilo que sinto- Há momentos em que a cobardia devia deixar de existir no dicionário e, principalmente, das nossas vidas.

Fátima disse...

Compreendo que os contratados sintam receio,mas,quanto aos outros todos, não compreendo!Se houvesse uma ditadura oficializada, estaríamos bem entregues! Se não se lutar contra o medo,ele vem atrás de nós!Lutemos pela Democracia, pela Justiça, pelo Respeito por nós e pelo nosso trabalho!
O que é de um país sem uma Educação de qualidade,sem que os professores se sintam reconhecidos e dignificados?
Ainda há o bicho papão do medo de falar e de agir?Ora!

Fátima disse...

Ah, há uma minuta no blog dias do fim para desistir dos objectivos individuais!

ILÍDIO TRINDADE disse...

Ó Fátima, sem desprimor para o blogue que referes, a MINUTA PARA RETIRAR OS OBJECTIVOS foi lançada aqui no dia 2 de Fevereiro. É preciso ler (ver) tudo.

http://mobilizacaoeunidadedosprofessores.blogspot.com/2009/02/se-esta-arrependido.html

Anónimo disse...

Desista. Se está esclarecido e se sente mal,desista.Eu não o compreendo. Somos professores e temos o dever de agir em função de valores e não com cobardia.
Somos descendentes de gente corajosa. Resistir é ser corajoso.
Albertina

Hurtiga disse...

Ó "colega", sinceramente... se tem medo há sempre aquela de comprar o cão, se se sente mal, Eno é a solução!

Deixe-se de tretas, tenha tomates de gente, vá pedir a porcaria de folha de volta e dê-lhe outro destino!
Ora...

Anónimo disse...

É tão fácil falar ... Dos que falam, digam quantos são contratados ou estão no inicio da carreira :)

João Simas disse...

Não podemos esperar que os outros resolvam os nossos problemas.
Com o medo de ter medo é que se instalaram ditaduras. Foi com as hesitações e medos que este ministério avançou. E se vir que pode fazer mais, mais fará.

Mas quem está no poder também tem medo.
João Simas

Anónimo disse...

A palhaçada não passa só pela avaliação mas por todo o Estatuto.
Não se esqueçam do resto. A avaliação é má mas o resto também!
Há muito mais por que lutar.

mariaprof disse...

Depois de ter lido tantos comentários e de ter relido a prosa melodramática acho que este desabafo não é real. Ninguém no seu perfeito juízo vinha com este texto a público pedir compreensão...

Só posso concluir que:
- perdeu o juízo e por isso entregou os OI
- perdeu o juízo e espera compreensão por ter entregado os OI
- perdeu o juízo e por isso não faz a mínima ideia de como esta atitude afronta os que continuam a resistir
- não perdeu o juízo e está a testar a nossa capacidade de resistência

Tenho cá para comigo que se trata de um exercício de estilo. É demasiado patético para ser verdade.

Anónimo disse...

No Agrupamento de Escolas de Santo André, de um total de 71 professores do Agrupamento, 39 professores não entregaram os OI. Isto é, 39 professores deste Agrupamento foram fiéis a uma causa que têm vindo a defender com convicção; 39 professores não abandonaram os colegas do Norte e Centro e Sul; 39 professores continuam a acreditar que a "união faz a força"; 39 professores demonstraram ter respeito pela classe à qual pertencem, com muito orgulho e amor; 39 professores não toleram que o ME continue a "espezinhar" vergonhosamente quem ensina futuros homens e mulheres deste país; 39 professores entram na escola a olhar em frente; 39 professores “falaram verdade na hora da verdade”!
A luta vai continuar, tem que continuar, para bem da ESCOLA PÚBLICA! Para bem de TODOS, pais, alunos, professores!
A luta é de todos porque ela é para todos! Colegas voltem à luta, ESTAMOS À VOSSA ESPERA, sempre!

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page