terça-feira, 24 de março de 2009

EVANGELIZAÇÃO POLÍTICA DE SÓCRATES

Aqui fica a notícia de um facto que passou despercebido a muita gente! A juntar ao rol do culto da figura, muito próprio de determinados regimes.


Instituto do Emprego exige leitura de discurso de Sócrates

Concurso. Em causa os documentos sugeridos para prova escrita de técnico administrativo principal

Organismo público impõe o estudo de intervenções do primeiro-ministro

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), organismo público na tutela do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social (MTSS) , abriu um concurso de promoção para o preenchimento de 26 vagas de técnico administrativo principal em que um dos métodos de selecção é uma prova escrita onde os candidatos devem estudar um texto do primeiro-ministro, José Sócrates, sobre a iniciativa governamental Novas Oportunidades.

Entre a documentação recomendada pelo IEFP para quem tem que estudar para a prova escrita de conhecimentos está a lei orgânica do MTSS, a lei orgânica do IEFP, os estatutos, os novos regimes de vinculação, de carreiras e de remunerações, o regime de Contrato de Trabalho em Funções Públicas e respectiva regulamentação, a lei do Sistema Integrado de Gestão e Avaliação de Desempenho na Administração Pública, o plano oficial de contabilidade pública, o Código de Procedimento Administrativa, o Código dos Contratos Públicos e, entre outra matéria, "a iniciativa Novas Oportunidades - http://www.novasoportunidades.gov.pt/ - a ambição, a estratégia, porquê a iniciativa".

Sucede que quem entra no site recomendado pelo IEFP e abre a secção "ambição", também sugerida, depara-se com um texto político de Sócrates sobre as virtudes do programa: "O sucesso da iniciativa Novas Oportunidades exige um empenhamento profundo de todos - cidadãos, empresas e instituições - na valorização de uma cultura de aprendizagem e na sua efectivação no terreno. Será, seguramente, um caminho muito longo, duro e difícil. Esta escolha não admite hesitações", escreve o primeiro-ministro, num texto que também foi usado para prefácio de um livro distribuído durante a presidência portuguesa da União Europeia, em português e em inglês.

Confrontado pelo DN sobre a razão para incluir um texto político do primeiro-ministro como documento sugerido para estudo num concurso público, o presidente do IEFP, Francisco Madelino, diz que "poderia admitir que não estivesse lá esse texto porque os 20 documentos propostos são técnicos, não posso é aceitar que se pense que é evangelização política". Questionado sobre quem terá sugerido o texto de Sócrates, Madelino afirma que foram "os serviços", mas assume que "em última instância" a responsabilidade é sua. Mesmo não se tratando de matéria técnica, mas antes política, Madelino garante que "também não é um crime de lesa-pátria".

In Diário de Notícias.

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page