sábado, 18 de abril de 2009

REFORÇAR A UNIDADE PARA A LUTA

Tive hoje a oportunidade de assistir em directo, via internet, à Mesa-redonada & Debate sobre “A Luta dos Professores e a Defesa da Escola Pública” que decorreu no Teatro Comuna, em Lisboa, que contou com a participação de um conjunto de professores de movimentos independentes e do SPGL.

Posso dizer que fiquei bastante satisfeito, uma vez que tornou-se claro que existe uma grande sintonia entre os movimentos independentes e os sindicatos de professores, relativamente à sua luta em torno quer do modelo de avaliação quer do modelo de gestão das escolas. E é exactamente nesse sentido que deve ser reforçada a cooperação entre os movimentos independentes dos professores e os sindicatos; ambos se completam e prosseguem os objectivos por uma escola pública de qualidade, dentro dos valores construídos em 30 anos de democracia da escola pública portuguesa.

Assim, proponho mesmo que ambos, sindicatos e movimentos independentes de professores, comecem a trabalhar também em conjunto, definindo estratégias e planificando acções de luta em conjunto, reforçando a luta dos professores neste terceiro período – o espaço de actuação é amplo e não está em causa qualquer perda de identidade quer de uns quer de outros.

Seria um tónico para a classe docente ver reforçada a unidade dos professores e ver tanto os sindicatos como os movimentos independentes dos professores em cooperação nas escolas de todo o país nesta semana de reflexão e que irá marcar a luta dos professores neste terceiro período. Porque existe um vasto leque de estratégias que os professores podem vir a desencadear; afinal, não há tempo a perder e precisamos de mostrar que continuaremos a nossa luta em defesa da escola pública portuguesa.

Ludgero Brioa

3 comentários:

Cristina Ribas disse...

Sim, Ludgero e sem partir do princípio que a luta terminou e que já ganhámos tudo o que tínhamos a ganhar e que neste momento apenas nos resta derrotar o PS nas eleições!

Há muito mais para ganhar já, se formos fortes e determinados!

Anónimo disse...

Adorava de ver outra vez 140.000 mil professores na rua...foi talvez das manifestações que me senti realizado conscientemente em algo que acreditava e acredito.

Voltar a ter motivação para o ensino

Ni disse...

Tive pena de não poder assistir ao debate, mas foi-me de todo impossível. Troquei algumas impressões com colegas que assistiram e parece-me que o essencial, neste momento, é voltar a motivar para a luta os colegas que, sabe-se lá porquê, entretanto desmobilizaram. É importante que não se deixe morrer o espírito da justíssima luta que temos vindo a travar, e não permitir que a opinião pública conclua que afinal tudo não passou de um efémero momento e que o que passou...lá vai. Pelo contrário: é o momemto de reivindicar, de lutar pela dignidade da profissão e da escola pública. E é aqui que, creio eu, todos temos um papel primordial:passar palavra, continuar a dinamizar reuniões nas escolas, denunciar situações(como as nomeações de comissões provisórias para o cargo de directores). A luta é NOSSA; só NÓS apodemos fazer.

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page