terça-feira, 9 de junho de 2009

CARTA ABERTA AO DIRECTOR DA ESAG, EM ÉVORA

Exmo. Senhor Director,

Soube na passada semana, no bufete da escola (que é o sítio das notícias frescas e de muita “conjectura” sobre o momento actual) que V. Exa. toma posse hoje, nos termos da lei, ou seja, perante o Conselho Geral Transitório.

É claro que, depois, muito depois, o sítio electrónico da escola assumiu a informação como oficial!

Mas não passou disso, de uma informação do que se irá passar hoje pelas 18.30 horas, e nem sequer o local (não sei se foi informado em que sala vai decorrer a função ou vão buscá-lo ao portão, assim tipo visita) e muito menos um convite à comunidade escolar para assistir.

Nada de pessoal me move contra o cidadão que vai assumir as funções de Director da minha escola (Ups!!! Se calhar “minha escola” já não é o termo correcto), antes pelo contrário. Como também tenho a certeza de que o Conselho Geral, ainda que Transitório, assumiu “definitivamente” o cumprimento da lei, e fez um trabalho de grande qualidade e de irrepreensível legalidade.

Mas, fosse qual fosse o candidato a ganhar (eu não tenho sequer a veleidade de lhe chamar eleição, porque aprendi muito cedo, felizmente, o que isso é!), o problema está no facto de a sua tomada de posse coincidir com o fim daquilo que ambos conhecemos como “escola democrática” tanto nos valores como na prática diária.

E é isso que está em causa – A Democracia na escola.

E é por isso que lhe estou a escrever, assim de forma aberta, mas incógnita (ninguém, para além do CGT o conhece, ninguém faz a mínima ideia de qual é o seu projecto para a Escola, ninguém sabe quem é a sua equipa/estrutura de trabalho e como diz o povo “eles andam aí”) a pedir-lhe que não se esqueça da democracia.

Eu sei, porque poucos como eu conhecem e estudaram o 75/2008, que a lei pode ser espartilho, mas como não conheço o seu projecto nem as suas ideias sobre o futuro desta escola (e acho, sinceramente, que “nesta altura do campeonato” a comunidade escolar já devia de estar informada) peço-lhe que tenha “jogo de cintura”, que oiça quem conhece a escola, que analise as várias correntes de opinião existentes, que não se deixe “enredar”.

Vai dirigir um corpo docente de grande experiência e de grande qualidade, que espera que, aos poucos, V. se torne um líder e não um chefe.

Seja bem-vindo!

Évora e ESAG aos 9 de Junho de 2009

Um dos mais de oitenta professores que restam duma ESAG democrática

2 comentários:

ZecaAfonso disse...

Não sei se é melhor essa tomada de posse, se de outros agrupamentos com pompa... mesa de apoio, tapete vermelho, 500 convites, etc..
Mas com que dinheiro, não há tinteiros nas impressoras...há coisas do Diabo... chegou a Sra. Directora Ditadura! Parabéns ao PS!

Anónimo disse...

Concordo.
Em certas escolas a comunidade escolar é convidada. Após um entusiástico discurso de tomada de posse do Sr. Director, os "súbditos", felizes com a vida -vá-se lá saber porquê - batem desalmadamente e ininterruptamente palmas.
Consta-se, até, que em certos estabelecimentos de ensino já foi mandado instalar, pelo majestoso Director, um mecanismo composto por uma campaínha com o fim de decidir qual o momento adequado para interromper tão calorosa manifestação de júbilo dos súbditos, as palmas, entenda-se - uma vez que ninguém quer ser o primeiro a parar, pensa-se que movido pelo entusiasmo da ocasião -ou será pelo medo?.
É este, enfim, o estado a que esta "nau" chegou, com timoneiros que se dizem defensores dos mais altos valores da liberdade e da democracia.
A ver vamos o que o futuro nos reserva.
Leitor Atento
CS

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page