segunda-feira, 1 de junho de 2009

ESTE MODELO DE AVALIAÇÃO É UMA TRETA

Eis mais uma prova da manta de retalhos da treta do modelo de avaliação de desempenho e da pressa de o introduzir, contra tudo e contra todos!



Professores avaliadores só com especialização
por RITA CARVALHO

Conselheiros do ME foram às escolas ver aplicação do modelo. E concluíram que os avaliadores se sentem pouco preparados e sem muita capacidade para avaliar.

Os professores avaliadores devem fazer uma nova formação de médio ou longo prazo ao nível do ensino superior. Esta é a recomendação do Conselho Científico para a Avaliação dos Professores (CCAP) que considera que, actualmente, muitos não possuem experiência, competência nem perfil para avaliar os colegas, como prevê o modelo de avaliação. O relatório deste órgão consultivo do Ministério da Educação será apresentado à tutela nos próximos dias.

O Conselho não especifica o modelo dessa formação, que pode, por exemplo, passar por uma pós graduação. "Não nos compete propor o modelo dessa formação. Apenas propomos uma formação de médio ou longo prazo, numa instância do Ensino Superior. E dizemos que esta é uma das debilidades do sistema que dificulta a operacionalização da avaliação de desempenho", avançou ao DN Alexandre Ventura. O presidente do CCAP sublinha ainda que acções de formação pontuais e de algumas dezenas de horas não são suficientes para dotar os avaliadores das competências necessárias.

"Há professores que podem dar boas aulas e não ser bons coordenadores nem bons a avaliar os colegas", afirma. Muitos alegam falta de experiência, pouco à vontade para apreciar o trabalho dos seus pares, que se reflecte no receio de que isso afecte o relacionamento interpessoal, ou falta de perfil, explica Alexandre Ventura. Outros problemas e "tensões", acrescenta, advêm ainda de alguns avaliados não reconhecerem competências pedagógicas aos avaliadores.

Os conselheiros do Ministério da Educação estiveram dois meses em dezenas de escolas - ao todo em 30 unidades orgânicas que incluem escolas e agrupamentos -, a recolher informação sobre a execução do modelo.

"Fomos ver a história destas escolas. Como implementaram o modelo, que dificuldades encontraram e como as ultrapassaram. E perceber quais as causas dos ritmos diferentes que houve na operacionalização do modelo", explica Alexandre Ventura, sublinhando a heterogeneidade encontrada.

O Conselho Científico sublinha que a liderança e a capacidade de mobilização dos professores foi o factor determinante na execução do modelo. "Os que avançaram mais depressa foram os que tiveram mais capacidade de mobilização. Aconteceu isso mesmo com conselhos executivos que não eram fãs do modelo, mas sentiram que, por uma questão de profissionalismo, tinham o dever de dar o seu melhor", afirmou o presidente do CCAP. Alexandre Ventura diz mesmo que, nalguns casos, a mobilização fez-se como desafio, numa tentativa de mostrar que o modelo não era exequível.

O CCAP sublinha, contudo, que não lhe compete decidir o que fazer com esta avaliação e todos os problemas criados. "Essa é uma decisão política."

5 comentários:

Anónimo disse...

HÁ PROFESSORES QUE PEDIRAM PARA TEREM BOM E AGORA VÃO TER QUE AVALIAR OUTROS COLEGAS QUE PEDIRAM EXCELENTES...
NO FINAL O BOM AVALIADPOR VAI TER PIOR NOTAS....DÁ PARA SORRIR DE TANTA TRISTEZA.

Anónimo disse...

oS PROFESSORES SEMPRE TIVERAM RAZÃO EM DIZER QUE ESTE SISTEMA DE AVALIAÇÃO NÃO FUNCIONA. A MELHOR AVALIAÇÃO É A FORMATIVA, É AQUELA DO DIA A DIA EM CONTACTO DIRECTO E CONSTANTE COM O AVALIADOR E ALUNOS.

Anónimo disse...

Continuo a não concordadr com este método de avaliação, nem mesmo com avaliadores com formação especializada. É mais um tacho para muitos. E não foi por isto que toda uma classe docente lutou. Não são estas as reinvindincações dos professores.

Que raio de sindicatos. Para quando uma ORDEM??

Anónimo disse...

Este modelo de avaliação e tudo o que fez este ME deve ser colocado numa espécie de caldeirão do Asterix, talvez de lá saia alguma poção mágica e faça surgir alguns iluminados, com algumas ideias tão iluminadas como eles, mas desta vez com luzes naturais,quiçá iluminados pela luz da sapiência e não da mediocridade que até faz rir de tão enorme que se tornou.

Ana -Cartaxo

Anónimo disse...

Enquanto tivermos na mãos dos Sindicatos estamos feitos...uma ordem luta somente pela classe profissional e nada pela intenção partidaria

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page