segunda-feira, 6 de julho de 2009

CONFIRMAM-SE AS PIORES SUSPEITAS

Esta é a posição da APEDE, que o MUP compartilha, relativamente aos CONCURSOS DE COLOCAÇÃO DE PROFESSORES


O ME veio hoje afirmar que foram colocados 30 mil candidatos nesta fase dos concursos e que ainda irá colocar mais 38 mil professores. O que não diz é que dos cerca de 50 mil novos candidatos a vagas de quadro, só terão sido colocados cerca de 500, cerca de 1%. E não diz também que essas 38 mil futuras colocações já não serão efectuadas em lugares de quadro, mesmo que isso venha provar que as vagas e as necessidades de colocação existem.

Ficaram por colocar milhares e milhares de professores QZP e contratados. Até quando pretende o ME utilizar estes professores como mão de obra barata e descartável?

A APEDE vem assim exigir a correcção desta situação, que de modo algum deve penalizar os professores e muito menos obrigá-los a esperarem mais 4 anos por uma nova oportunidade de colocação em lugar de quadro. A APEDE não pode deixar de denunciar mais este grave ataque à estabilidade profissional dos docentes portugueses e exige medidas correctivas que poderão passar pela abertura, já no próximo ano lectivo, de um novo concurso para os quadros, com uma efectiva e real disponibilização das vagas a concurso, não se esquecendo a situação das escolas TEIP, cujas vagas devem voltar às listas nacionais de colocação.

Não desistiremos de lutar pela justiça e pela defesa da dignidade profissional dos professores.


2 comentários:

Anónimo disse...

Apoio inteiramente a exigência da realização de um novo concurso já no próximo ano.Pelo que me apercebi do concurso, o ME não disponibilizou as vagas deixadas por profs que mudaram para o quadro de outras escolas.Além disso, sei de algumas escolas, no centro de Lisboa, onde saíram, num só grupo disciplinar, 3 profs(por reforma, nalguns casos) e não apareceu ninguém aí colocado. Quanto às fraudes, devem ser investigadas com urgência, denunciadas publicamente e os professores implicados punidos(nomeadamente com perda do lugar que obtiveram fraudulentamente), e castigados tambémos que os ajudaram.Isto no caso de pretendermos vir a ser um ESTADO DE DIREITO,e deixar de ser uma república das bananas...
Ah, e concordo inteiramente com a colega que diz que é cada vez mais premente a criação de uma ORDEM DOS PROFESSORES, porque isto com MEs e proliferação de sindicatos de profs (apesar de eu ser sindicalizada e ter as quotas em dia...)não vai lá. Está mais que provado.

Vítor disse...

Os meus parabéns!
Sem sombra de dúvidas que concordo convosco. Se somos mesmo necessários ao sistema, qual a razão da nossa não inclusão? Porquê tanta instabilidade?

Vejamos: Concorro há 8 anos e tive sempre horário completo, SEMPRE!
Será que não sou necessário? Porquê tanta instabilidade? Aliás, refira-se que sempre concorri a nível nacional.

O MUP é necessário, Força!

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page