segunda-feira, 13 de julho de 2009

DEPUTADA QUER SABER... E OS PROFESSORES TAMBÉM

Deputada quer saber por que razão tantos professores não entraram nos quadros

Luísa Mesquita não percebe por que é que nenhum educador de infância ou docente do 1º ciclo conseguiu vaga no concurso.


Dos cerca de 50 mil candidatos aos quadros do Ministério da Educação (ME), apenas 417 docentes conseguiram uma vaga, o que equivale a menos de 1%. E, de acordo com os números da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), não houve neste concurso nenhum educador de infância ou docente de 1º ciclo a conseguir um vínculo permanente.

O levantamento suscita dúvidas à deputada independente Luísa Mesquita que, num requerimento apresentado na passada semana, pergunta ao Ministério da Educação (ME) "como justifica a ausência total de colocação nos quadros de educadores de infância, quando repetidamente, o Senhor Primeiro Ministro afirma que inúmeras salas de pré-escolar estarão prontas a funcionar no início do próximo ano lectivo".

Luísa Mesquita estranha ainda que o mesmo se tenha passado ao nível do 1º ciclo do ensino básico, já que "no ano lectivo em curso, inúmeras crianças dos 6 aos 9 anos [de níveis de escolaridade diferentes] foram obrigadas a partilhar" a mesma sala de aula.

Também em relação aos professores de Espanhol, cada vez mais requisitados pelos alunos, obrigando o ME a alargar as regras de recrutamento, a deputada independente pede mais informações. Luísa Mesquita quer saber quantos têm habilitação própria para a docência da língua e quantos foram recrutados de outros grupos, não tendo esta formação específica.

Perante os números divulgados, em particular a contratação estimada de 38 mil professores a partir de Agosto, Luísa Mesquita entende que o Governo devia ter aberto mais lugares de quadro, em vez de tentar desta forma "diminuir recursos financeiros e aumentar as situações de instabilidade da profissão docente".

Movimento de professores disponibiliza

A ideia surgiu a partir do caso de uma docente que pediu a Ilídio Trindade, do Movimento Mobilização e Unidade dos Professores (MUP), para colocar no seu blogue um pedido de permuta de escola. A solicitação foi aceite e Ilídio Trindade lembrou-se de fazer algo mais: abrir um espaço neste site para que os muitos professores insatisfeitos com a sua colocação informassem da sua disponibilidade para trocar de escola com algum colega. Há dois dias que o "serviço" está a funcionar e já recebeu mais de meia centena de pedidos. "São sobretudo pessoas que foram 'desterradas' para sítios distantes do local onde moram e que têm grande necessidade de resolver o seu problema", descreve Ilídio Trindade. "Se ajudar a resolver apenas um caso, já valeu a pena", afirma.

In Expresso.


NOTA: Neste momento os pedidos de permuta, neste blogue, já são 109.

1 comentário:

Anónimo disse...

Amigos colegas e professores, ainda não verificaram que o nosso Ministro agora deu para enganar o jovens estudantes em semi-debates de mesa redonda ....vejam a propaganda

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page