quarta-feira, 2 de setembro de 2009

CHEGOU O TEMPO DE DECIDIR

Colegas,

Chegou o tempo de decidir!

O histórico socialista Edmundo Pedro, numa entrevista a Rosa Ramos, publicada em 31 de Julho, afirma a dada altura: “…o maior erro (de José Sócrates) foi não ter afastado e substituído a ministra da Educação”

Houve realmente uma conjugação fatal nestes dois - um ódio visceral e totalmente absurdo à classe docente.

E será efectivamente este ódio que levará o P.S. à sua derrocada histórica em 27 de Setembro.

O ambiente insuportável que se viveu, levou muitos colegas à reforma antecipada. O enxovalho público não merecido, o excessivo tempo de permanência nas escolas, o trabalho burocrático, a divisão da carreira, a falta de tempo para preparação de aulas, o modelo de avaliação do desempenho imposto, o congelamento dos escalões, as mentiras, o facilitismo, a falta de educação dos alunos e o desrespeito de alguns Encarregados de Educação, tudo consentido e até propiciado por este M.E. de má memória, não poderia ter outro desfecho que não fosse este - a derrota já esperada do Partido Socialista!

Só a nossa classe contabiliza 150 mil votos acrescidos dos nossos familiares. Somos efectivamente uma força decisiva!

Como a nossa memória não é curta, não podemos descurar os contributos dos abjectos e incansáveis secretários de estado, Walter e Pedreira – escolhidos a dedo – que legislaram orquestradamente para nos retirar privilégios - a campanha irracional do padreco socialista da CONFAP - (Associação de Pais) - o tal que martirizou as professoras das filhas - e ainda outras tristes e frustradas personagens, como Fátima Campos Ferreira naqueles encomendados, “Prós e Contras” de segunda-feira…
Quem não se lembra daquele espectáculo onde ela, como previamente combinara deu a palavra a duas socialistas filiadas, Presidentes de Conselhos Executivos - A Armandina Soares, da Escola da Vialonga, e a Luisa Tavares Moreira, da Escola de Beiriz, em Póvoa do Varzim…que disseram maravilhas do modelo de avaliação…Quem pode esquecer essa ignomínia?

Aqui dou a palavra ao meu colega Francisco Silva, quando a propósito, de professoras desta categoria escreveu:

«O seu entusiasmo em fazer cumprir aquilo que está errado e que afronta toda a classe, não é um bom exemplo pedagógico e, já agora, lembrar-lhes-ia o episódio da História das Guerras Lusitanas, quando aqueles que, por meia dúzia de moedas, assassinaram Viriato à traição, as foram receber junto do Senado Romano, lhes foi dito que “…Roma não paga a traidores”. Para bom entendedor…»

Mas nós não baixámos os braços. Lutámos e cerrámos fileiras por três vezes em Lisboa. Mas continuámos para a tutela a sermos apenas uns “professorzecos”

Concluímos ao fim de quatro anos ser Sócrates dotado de uma personalidade despótica e tiques provincianos de chico esperto, gravemente frustrado pelo conhecimento público do seu ilícito diploma de engenheiro. E constatámos ter uma Ministra intransigente e agressiva, com um percurso político estranho e problemático, entrecruzado por coincidência com o de Sócrates no seu MBA de dois dias, feito na escola onde ela era Directora. Também estranhámos ter a Ministra escondido do seu curriculum o curso do Magistério Primário, que só a dignificaria. Mas ela pelos vistos não pensa o mesmo...Reconhecemos sem dúvida duas personalidades com laivos de malvadez, unidos num ódio feroz e irracional aos professores… Só que esse ódio pode ter-lhes sido fatal .

Como tudo tem um fim, quer para uns quer para outros, “ Não há mal que sempre dure nem bem que se não acabe”, parece ser chegada a hora do adeus.

Por tudo isto, o histórico socialista Edmundo Pedro, tem toda a razão ao afirmar: “…o maior erro (de José Sócrates) foi não ter afastado e substituído a ministra da Educação”

Custará ao P.S. uma derrota histórica. Enquanto os professores se lembrarem de como este P.S. de Sócrates os tratou, dificilmente lhe darão o voto.

Um partido não é uma religião nem um clube. A nossa vontade é decisiva, porque essa liberdade, pelo menos, ainda temos. E nestes quatro anos de ditadura socrática os portugueses perceberam que este desgoverno P.S. e esta política educativa eles não querem mais.

Agora a nossa escolha ditará o Governo de Portugal, o futuro da nossa classe e da nossa carreira e o futuro do País que queremos para os nossos filhos: um País onde a carreira docente seja respeitada, sem mentiras, sem censura na comunicação social, sem escândalos socretinos, sem corruptos, sem ditadores, sem vigaristas e sem bufos infiltrados!!!

Queremos um País que cresça na medida das suas possibilidades, não um País mais endividado ainda com projectos megalómanos de TGV, continuando a ter como timoneiro um P.M. autista, ditador, egocêntrico e vaidoso que já só se contenta com fatinhos encomendados “Armani” (foi o 6.º mais elegante pelo jornal espanhol El Mundo)...

Que País conhecem onde é recusada a aposentação a professores cancerosos em estado terminal...que têm de suportar a tortura de sofrerem e morrerem em serviço? Mas eles fizeram-no! E três professores morreram com cancro e ao serviço (na boca, na faringe e nas cordas vocais)...
Em que país e que P. M. deixa ser publicado um livro elogioso e patético sobre a sua pessoa com o nome " O menino de Ouro"??? Tanta imodéstia, e tanto pedantismo é absurdamente caricatural...
Chega de gozarem com a nossa cara!
Chega de verborreia de cassette pirata…

M.F.L. promete no seu programa do P.S.D. anular tudo o que Lurdes Rodrigues fez. Terá certamente a grande maioria dos votos dos professores, como força alternativa que é...

Somos muitos, e as nossas famílias estão connosco.

As outras hipóteses serão o Bloco de Esquerda, o P.C. ou o C.D.S.

Cabe a cada um de nós decidir!

P.S. JAMAIS!!!!!

Um Bom Ano Lectivo!!!


MJO

1 comentário:

Anónimo disse...

É isso mesmo! PS nunca mais.

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page