segunda-feira, 14 de setembro de 2009

PS ISOLADO NAS REIVINDICAÇÕES DOS PROFESSORES

1. A agenda reivindicativa dos professores foi adoptada pelos programas eleitorais de quase todos os partidos políticos da oposição. O PS está isolado. Ao integrar no programa eleitoral o aprofundamento das medidas tomadas nos últimos quatro anos e meio, o partido de José Sócrates perdeu os votos dos professores que, em 2005, lhe deram a maioria absoluta.

2. O programa do CDS enfatiza a questão da autoridade dos professores, o reforço da disciplina e do rigor nas escolas. Distancia-se dos outros partidos na questão da liberdade de escolha. Ao contrário do PSD - que apenas defende a livre escolha dentro do sistema público de educação - o CDS quer alargar a livre escolha ao sector privado. O programa educativo do CDS é claro e objectivo na defesa de valores educativos conservadores e da diversidade das ofertas e projectos educativos. A livre escolha alargada às escolas privadas levanta a questão da sobrevivência do sistema público de educação. Tendo em conta o mau exemplo de tantas escolas profissionais e colégios privados, duvido que esse seja o melhor caminho para garantir o rigor e a qualidade das aprendizagens.

3. O programa do PCP acolhe todas as reivindicações dos professores: fim da categoria de professor titular, fim das quotas na progressão da carreira, restauração da gestão democrática e novo modelo de avaliação de desempenho focado na dimensão formativa e na correcção das más práticas. É um programa claro e objectivo na defesa de uma escola pública com ofertas de qualidade para todos os alunos.

4. O programa do BE acolhe as reivindicações dos professores Na questão do ECD e da ADD, defende medidas semelhantes ao PCP. Onde o programa do BE é omisso é na questão do reforço da disciplina, do rigor e da autoridade dos professores. A ênfase do BE vai para o reforço da escola inclusiva, aumento dos apoios sociais aos alunos mais pobres e aposta na educação sexual nas escolas

5. O programa do PSD acolhe duas reivindicações dos professores e é dúbio numa terceira. Aponta para um novo estatuto do aluno que restaure a autoridade dos professores e crie mecanismos punitivos de combate célere à indisciplina e à violência escolares e defende a suspensão imediata do actual modelo de avaliação de desempenho e abertura de um processo negocial, que durará um ano, com os sindicatos, a fim de se construir um modelo que evite a burocracia, seja mais justo e tenha a concordância dos professores. É um programa dúbio na questão da divisão da carreira. Embora diga que porá fim à categoria de professor titular nos termos actuais, não rejeita, claramente, a existência de formas ou mecanismos de divisão na carreira docente.

VOTA À DIREITA OUÀ ESQUERDA. NUNCA (NESTE) PS!

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page