terça-feira, 27 de outubro de 2009

CHAMEM-LHE PESSIMISMO. OU SERÁ REALISMO?

Por Santana Castilho
24-Out-2009

Anos de acção não salvam, quantas vezes. Mas uma simples frase condena. Retive esta: "Eu dou o meu inteiro apoio à política educativa que tem vindo a ser seguida, por vários motivos, dos quais vou seleccionar 7 medidas para explicar por que razão considero que é importante a prossecução e aprofundamento do trabalho que tem vindo a ser realizado".

Se depois disto temos sindicalistas que esperam para ver e ficam atentos a sinais de diálogo, professores que concedem o decantado benefício da dúvida e crentes cuja fé nos poderes da nova Assembleia da República protege, tanto melhor para eles. Terão algum tempo de ilusão.

Por mim, volto para onde passei os últimos quatro anos e meio, que de mudança estamos conversados. Isabel Alçada será a ventríloqua de Sócrates II, que para isso tem arte.

O que já vivi não me dá mágoa, apesar de tantas esperanças esmagadas por 35 anos de democracia pobre. Mas a raiva domina a paciência doutros tempos. Mesmo que a boca seja larga e albergue um sorriso de leste a oeste, o que de lá saiu enojou-me.

Os dados avassalam e pertencem ao sacrossanto Banco Mundial e à vestal OCDE: 146.000 mil licenciados, pagos por todos nós e formados nas nossas universidades, demandaram o estrangeiro e fazem parte dos 15 por cento dos portugueses mais qualificados que tiveram que ir viver lá para fora; dito doutro modo, em cada mês que passa, 100 portugueses licenciados compram bilhete sem regresso, para se furtarem ao número aterrador dos 44.700 licenciados que sobrevivem a fazer trocos nas caixas registadoras, a servir secos e molhados ou a debitar cassetes nos "call centers".

E há quem teça loas às novas oportunidades?

Retomo aqui o que recentemente escrevi: os professores perderam quando Sócrates ganhou. A precariedade imposta ao exercício da profissão docente e a sistemática retirada de direitos aos professores não foram meros instrumentos conjunturais. Foram pilares de uma política que será defendida no quadro das cedências para consumo parlamentar, ou que será utilizada, como convirá, como instrumento de vitimização.

É certo que diferentes partidos da oposição já começaram a honrar as promessas eleitorais, promovendo iniciativas legislativas. Mas isso não significa a solução dos problemas e já apareceram os primeiros sinais de manobras de antecipação por parte do núcleo político do governo. O tempo joga a desfavor dos professores. Instalada a nova assembleia, constituído o novo governo e debatido o programa, até final do ano (na melhor e mais pacífica das hipóteses) vai impor-se o orçamento de Estado.

É imperioso que os professores e os sindicatos arquivem o benefício da dúvida e duvidem das velhas estratégicas. Aliás, no curto prazo em que se vão mover, é de tácticas que falo. Que só resultarão se forem duras. Duma dureza de que as estratégias têm fugido.

In Escola Informação.

2 comentários:

Safira disse...

Absolutamente de acordo Prof. Santana Castilho!

Anónimo disse...

Este povo português do qual faço parte, já nem parece gente.
Vi dois programas na TV: num perguntavam como se poderia melhorar a segurança social, noutro falavam do trabalho K a cáritas do porto tem vindo a desenvolver com o problema crescente dos novos pobres.
Pois bem, a maior parte K telefonou a responder era tão pouco orgulhosa, tão limitada, tão mesquinha,tão invejosa, habituada a sobreviver mais do k a viver, que em vez de tentar resolver os seus próprios problemas, só souberam maldizer dos K querem ajudar, e ainda afirmaram K estão muito bem com uma sopa por dia(variam só os legumes), K nunca passaram fome, e se todos fossem poupadinhos como eles......
Mais quarenta e tal por cento de abstenções, como se tudo fosse um mar de rosas.
Não, isto não é gente certamente.
Fujam daqui, é o K digo. Amo demais a humanidade para vê-la agonizar desta maneira.
Quem quiser K ponha a corda ao pescoço.

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page