quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

INACEITÁVEL

Independentes apelam à não assinatura do acordo

"Inaceitável". É desta forma que os movimentos independentes de professores , que estiveram na génese das grandes manifestações contra a política de Maria de Lurdes Rodrigues, classificam o "acordo de princípios" proposto pelo Governo sobre a carreira e a avaliação docente.

Os movimentos apelam aos sindicatos, que hoje estarão presentes na última ronda negocial com a ministra, que não assinem o documento sem que sejam introduzidas alterações significativas.

Ilídio Trindade, do Movimento Mobilização e Unidade dos Professores, diz que a proposta do Ministério fica "aquém do que é minimamente aceitável". Porque, explicou, citado pela Lusa, "continuam as quotas".

A proposta de "acordo de princípios" do Ministério da Educação consagra o fim da carreira em duas categorias hierarquizadas, mas introduz uma fixação anual de vagas no acesso ao 3.º, 5.º e 7.º escalões da carreira. No âmbito da avaliação, a observação de aulas mantém-se obrigatória para os professores que queiram aceder às classificações de "Muito Bom" e "Excelente" e passa a ser indispensável na passagem para o 3.º e 5.º escalões.

Também Ricardo Silva, da Associação de Professores em Defesa do Ensino, considera que a proposta " não corresponde aos anseios e necessidades dos professores".

"Nunca tivemos grandes expectativas quanto a esta equipa ministerial. Há uma atitude de maior diálogo, mas as propostas são ainda mais gravosas. Não melhorámos, piorámos e não as podemos aceitar", conclui.

In Jornal de Notícias.

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page