terça-feira, 19 de janeiro de 2010

UM EXEMPLO DE INJUSTIÇA NA TRANSIÇÃO

Uma Lei não poderá adoptar critérios divergentes de transição. Os pressupostos enunciados para transitar de escalão para docentes posicionados para além do 5º são exactamente os mesmos que se aplicam aos que se situam agora no 4º e têm muito mais anos do que aqueles que são precisos para completar os cinco escalões. Situações que são no mínimo idênticas merecem igual tratamento. Seria matéria inconstitucional de profunda iniquidade.

Professor licenciado sempre presente nas mega manifestações docentes.
Iniciei carreira em Outubro de 1988. Em Outubro de 2003 acedi ao índice 218. Em Janeiro de 2010 completei 19 anos de serviço, sem somar os 2,5 anos de congelamento de Carreira. Todas as informações apontam para o meu reposicionamento no índice 235, 5º escalão actual. Há 6 anos e alguns meses que estou neste índice 218. Na transição será de uma maior injustiça se o ME nos subtrair mais tempo real. Carreira pressupõe que a durabilidade de cada Escalão seja efectivamente tanto quanto possível igual para todos. A contabilização do tempo de serviço prestado deve ser feita longitudinalmente e não como o ponto 4 sugere, no escalão e índice, em que se encontra o docente. A manter-se esta situação assistiremos a mais uma subtracção indevida do próprio Estado, a mais uma habilidade financeira que prejudica e desmotiva qualquer docente.
Após estes 22 anos que se completam em Outubro, fico com a sensação de que os sucessivos Governos têm diferentes ideias acerca do calendário. Nesta Carreira Docente, afinal, o escalão para uns tem 4 anos, enquanto para outros tem o dobro.

Um cordial abraço!
[recebido por e-mail, de um colega professor]

11 comentários:

quink644 disse...

Pois é, eu também tenho 18 anos e tal, sem contar com os congelados da iglo e estou no 218... Ora, não deveria ser reposicionado na carreira?

Joana disse...

Eu também tenho cerca de 16 anos de serviço (sem contar com o congelamento) e fui recentemente colocada no 4º escalão, ou seja, estou a ser tratada como um docente que tem 12 anos de serviço.
Conseguiram "roubar-me" 4 anos de serviço(para além dos 2,5 que toda a gente já sabe). Será possível fazer alguma coisa? Ainda temos sindicatos para nos defenderem ou apenas uns cordeirinhos que tudo assinam depois do almoço????

Anónimo disse...

Qanto mais se mexe na m.... mais mal cheira. A m.... devia era de ser lançada pela sanita abaixo mas teimam em mantê-la. ( m.... = ao que o anterior ME fez)

Cábula disse...

Este acordo beneficiou quase exclusivamente os bachareis. Por mais que queiram esconder esse facto, ele ressalta à vista desarmada. E o princípio de que os professores dispensam a Universidade é um nojo. Jamais alguns dos que optaram por não fazer coisa nenhuma esperariam que o euro-milhões lhe caísse assim no colo do dia para a noite. Mas caíu! E porquê? Talvez alguns dirigentes sindicais possam explicar. Seria interessante.

Anónimo disse...

Concordo inteiramente com o colega. Temos que nos unir. Mesmo sem sindicatos. E se necessário, vamos para a rua até partir tudo.

quink644 disse...

Creio que este assunto deveria ser explicado... Vai ou não haver reposicionamento na carreira e, se sim, como é que ele será feito...

Anónimo disse...

Porque será que quem está no índice 299 vai ter que esperar 6 anos para subir?
Já não basta ter de trabalhar mais 10 anos e com um horário lectivo igual aos que estão em início de carreira ? Claro que é uma educadora que está a comentar.

Anónimo disse...

A minha situação é absolutamente igual à do colega que enviou o mail. Quantas mais haverá? Sentimo-nos defraudados e revoltados. Será profundamente injusto se não nos contabilizarem o tempo real de serviço que possuímos! A nossa idade começa a pesar e o trabalho que desenvolvemos já foi muito!!!

Anónimo disse...

Estou farto do ensino....é só injustiças, tantos sindicatos para nada, cheira-me a politica barata.

Onde está a defesa de uma classe profissional, que o povo reconheceu das mais sérias/honestas do País.

Anónimo disse...

Viva o Ensino só para as Elites!
Viva a Monarquia Absolutista!
Viva o Rei!
Viva o Reinado de Portugal!

Anónimo disse...

Os sindicatos sabem bem disto e estão a esconder o assunto .... Na verdade se a colega que vai agora ser posicionada do 3º escalão (antigo 6º)somar a sua idade aos 24 anos que ainda lhe faltam para chegar ao fim ca carreira, verificará que não chega lá. Isto é um gozo ..... O mesmo professor percorre a primeira parte da carreira duas vezes. Quando já tinha chegado à segunda metade com escalões mais pequenos e ganhos maiores, voltam a colocá-lo a mreio da 1ª metade. A vida não tem anos que cheguem para tantos artistas ....

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page