segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

NÚMERO EXAGERADO DE CURSOS NO SUPERIOR

Ensino Superior
Presidente dos reitores reclama urgente redução dos cursos

O presidente do Conselho de Reitores (CRUP), Seabra Santos, defende que o Governo deve, com urgência, promover uma reestruturação e redução dos actuais cinco mil cursos superiores e critica a abertura de novas licenciaturas em Medicina.

Em entrevista à agência Lusa, o reitor da Universidade de Coimbra, que terça-feira cede o lugar no CRUP com a eleição do novo presidente, considera, “mais do que provável, desejável” que a avaliação iniciada este ano pela Agência Nacional de Avaliação e Acreditação leve ao encerramento de parte do “exageradíssimo número de cursos”.

“Tanto a racionalização da rede como o ordenamento da oferta educativa são assuntos que não podem passar exclusivamente pela iniciativa das instituições, têm de passar pela existência de uma política nacional”, frisou.

Na sua opinião, nem todos os cursos existentes - que actualmente são cerca de 5000 - devem continuar a funcionar e “as mil ou 900 designações [de cursos] devem ser reduzidas a pouco mais de uma centena” para as universidades e outras tantas para os politécnicos.

Fernando Seabra Santos sustenta que, para isso, é necessária uma “profunda reestruturação da oferta educativa e, naturalmente, consenso, entre as instituições”, o que “só será possível com uma intervenção forte do Governo”.

O catedrático lembra que já em 2005 o CRUP propôs ao ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mariano Gago, uma limitação das designações dos cursos do 1º ciclo “a pouco mais de 100/120” para cada um dos sistemas superiores, mas a proposta “não foi tida em consideração”.

“Não retomei ainda esse dossier com o senhor ministro, não sei o que ele acha sobre o assunto, mas, do meu ponto de vista, era urgente que ele pegasse nisto”, declarou.

Aludindo ao processo de Bolonha, o presidente do CRUP diz “não entender” como, por exemplo, “continua a haver 50 ou 60 cursos de gestão de 1º ciclo nas instituições portuguesas com 50 nomes diferentes”.

“Não se justifica esta diversidade, que não é uma mais valia, não credibiliza o sistema. A maior parte das designações são inventadas apenas para serem apelativas no plano comercial e é um mau princípio”, criticou.

Confrontado com a abertura de novos cursos de Medicina nas universidades do Algarve e de Aveiro, o presidente do CRUP questionou se o país não estará a desperdiçar recursos.

“Segundo o rácio, muito citado internacionalmente, de um curso de Medicina por dois milhões de habitantes, Portugal devia ter cinco e já vai, salvo erro, em nove, no dobro. Estamos eventualmente a desperdiçar recursos, mas o senhor ministro terá outras informações que estarão na base da decisão que tomou”, afirma o reitor de Coimbra.

O novo presidente do Conselho de Reitores será eleito na reunião ordinária do órgão, terça-feira em Lisboa, e deverá tomar posse na reunião seguinte do CRUP, que habitualmente se realiza na primeira terça feira de cada mês.

In Público

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page