domingo, 21 de março de 2010

ALGO PARECE QUE VAI MAL PELA INÊS DE CASTRO

Recebemos de um encarregado de educação o texto que seguidamente se publica.

Há um tipo de pessoa que lida muito bem com o poder. É aquela que o exerce. Enquanto ele, poder, dura, pavoneia-se por entre os seus “servos”, solicitando cumprimentos, agradecimentos e outros tipos de vénias e rindo, também, da suposta, porque sua, ignorância dos mesmos. O pior é que este género, que também é humano, quando afastado, deslocado, desintegrado ou acometido de qualquer outro estado de isolamento, sente falta da importância que, enquanto governante, nunca deu aos outros. Por isso sente-se levado a tentar recuperar o estado de graça perdido, não olhando a meios, embora, em algumas intervenções, refira e aclame princípios democráticos. É engraçado pensar, que alguém, enquanto membro de um conselho com competência decisória, se candidate a um cargo, cuja aprovação depende desse mesmo órgão, de que faz parte, e ainda venha defender princípios de igualdade ou democraticidade.

Está na hora de acabar com hipocrisias e assumir as reais intenções.

Faço, aqui e desde já, um apelo aos pais e Encarregados de Educação da Inês de Castro, para se informarem do que realmente se passa na escola, em especial junto dos seus representantes, a Associação de Pais e assumam uma posição de consternação pelo actual estado funcional/emocional da escola e, ao mesmo tempo, solicitem um efectivo esclarecimento quanto ao não cumprimento dos prazos legalmente estipulados para aprovação do RI, ou então, se este documento, de facto, já se encontrar aprovado, onde é que está e, também, porque é que não dão continuidade às directivas legais, largando o cargo transitório que, parecem, definitivamente, pretenderem manter.

Um Encarregado de Educação

9 comentários:

Anónimo disse...

Acho piada à forma como é assinado o texto: Um Encarregado de Educação...

Porque não identificar-se? Eu sei. Pelo medo de represálias, não directamente à sua pessoa mas ao seu(sua) educando(a).
Nenhuma criança vem com manual de instruções mas os pais tem o dever de o educar. E lembrem-se: nós somos animais, mas somos animais racionais!!!

fisga disse...

Para o anónimo ´Animal Racional´:
Esta, sobre a opinião do Enc de Educação, está muito boa e vem mesmo a esclarecer o despaupério de critérios em que andamos: porque acabou por não dar o exemplo? Afinal veio a cometer um "pecado", para mim, maior. Devia dizer, então e no mínimo, qual a sua relação com esta problemática de que este agrupamento está a ser exemplo, não acha?Nem que fosse a de um simples Cidadão. Aparecer como ANÓNIMO é então melhor que a referência usada por quem acusa?!..deverá ser por estas e por outras quejandas que andamos assim.E um pseudónimo,como é uso por estas bandas de discussão,chega-lhe?!então tome lá um.

Anónimo disse...

Até já os Encarregados de Educação estão a dar conta da prepotência deste CGT que de vez em quando se diz já CG.
É só ditadura... Parere que estamos no 23 de Abril de 74.
Por favor deixem o cargo e deixem que haja eleições.
Já chega de ditadura...
Parece que náo são queridos...

professora disse...

como é que se pode exigir "saber estar e saber ser " aos alunos se os adultos também não possuem? Qual o problema de alguém assinar como "encarregado de educação"? Tem toda a rezão ao fazê-lo porque no estado em que algumas escolas estão, com direcções que apenas "mandam" e mal,pelos exemplos que temos tido, é preciso denunciar tudo o que éstá a contecer, mas salvaguardando, dentro do possível, a identidade dos alunos/encarregados de educação. Já se esqueceram da "caça às bruxas"????

Anónimo disse...

Senhor ou senhora presidente do CGT

Faça um favor à Escola DEMITA-SE dê lugar aos COMPETENTES que nessa escola são muitos....

fisga disse...

Depois da minha fisgada em reacção ao 1º comentário, não posso deixar de voltar para dizer como lamento outras posturas expressas no mesmo e que faz tempo tem vindo a generalizar-se em forma de apanágio nos discursos que ouvimos por aí: essa pose simplista, de se ficar só por um “achar piada” a muitas coisas. Mesmo perante um Palhaço no exercício da sua profissão, deveríamos ter presente que dentro dele existe o ser que lhe dá vida e que não é por fazer humor que tem garantida uma boa vida. Já que a história deste agrupamento veio a lume, ao menos que a tratemos com a atenção e dignidade necessária. Urge não nos distraímos com adereços já que está em causa muito mais que a sobrevalorização que alguém possa dispensar ao que é supérfluo. É hora de falar e saber ouvir e reflectir sem preconceitos nem descriminações, para se poder concluir e rectificar. Devo dizer que nem me apercebi bem da coerência do comentário, já que acaba por afirmar que existe naquele agrupamento o «medo de represálias» na forma agravada de ricos virem a ser cometidos sobre os filhos/alunos! Mais razão daria então para a salvaguarda da identidade do autor, não acha? O sr. ou sra. Anónimo(a) deve saber o que está a dizer, porque se há por lá quer medo quer represálias, então mais força vem dar para que esta discussão se continue a fazer até se apurar o que se passa, com objectividade. E esse trocadilho entre EEduc, Pais & Filhos, mais Manuais de Instrução, parece-me fazer mais o género de pretensão prosaica, de quem se convence à partida que papagueia melhor um padre-nosso do que um qualquer desconhecido vigário. Ninguém, nem os pais, devem prescindir de se fazer ouvir, manifestar preocupações, emitir opiniões até porque é uma realidade que a sua capacidade de representação não corresponde a uma base apoio confortável, porque a maioria deles se afasta deste processo; como nos Cons deTurma, cda 1 deles se tem que representar mais as próprio pois é difícil manter contactos. Pode parecer que não tenho mais nada para fazer, mas tenho, como muita gente. Só que esta questão do ensino/educação é para mim demasiado valiosa. E se não me amedronto perante atitudes de represália, muito menos o faria a partir de invocações abstractas acerca delas. Se têm existido, por aí neste país, então o melhor, em democracia, é silenciar ou falar para averiguar?

fisga disse...

As estratégias para tomar o poder no Agrupamento Inês de Castro
Falo ainda dos constrangimentos e das estratégias vivenciadas nas escolas para se conseguir envolver o maior nº de gente, de pais, já que as entidades previstas para Representação se revelam pouco eficazes e aqui há muito a melhorar. E ainda estranham e acham piada a que apareça um Enc de Educação a dar aqui a sua opinião!..
Passo a recordar, em forma de síntese, que neste agrupamento há um órgão TRANSITÓRIO que, no mínimo, teima em fazer confusão ao chamar a si e ao reger-se sobretudo pelas competências do outro órgão que não existe ainda ali( o ConsGeral) por sua própria (ir)responsabilidade e incumprimento. Que o mesmo Transitório até já pretendeu fazer sair e eleger antecipadamente a figura de um Director, por acaso saído e escolhido de entre os membros do próprio transitório. Só que este processo foi interrompido por uma medida cautelar do Tribunal. Daí o que diz este EEduc poder ser incómodo para os que têm alinhado com esta forma de impor um determinado estilo de acesso ao Poder. Não esquecer que, entre outras entidades representadas no órgão, faz parte um(a) Presidente e um(a) outra pessoa, entretanto contrariada, mas ainda aspirante e crente que vai ser a Directora deste Agrupamento. Para quem está de fora cumpre-me elucidar de novo que o que neste momento se pretende é avançar no processo e que apareçam as listas que quiserem, não havendo ninguém que se oponha à apresentação de uma da preferência daquele órgão transitório: vamos às urnas numa base de igualdade e correcção democrática; depois logo se vê o que a comunidade educativa quer. Mas para isto ser possível, é preciso, consoante a lei, que o Regulamento Interno esteja comprovadamente já APROVADO na totalidade: se até se nos põe dúvidas sobre o ter sido na generalidade, o que havemos de deduzir das referências à volta, ainda, com a discussão nas especialidades?! Como se pode entender, justificar e permitir, até por quem de direito, este arrastamento?!..

António Baptista disse...

Titulo: Eu, o Encarregado de Educação que deu uma opinião...
A comentar o primeiro comentário… desculpem-me o pleonasmo e, já agora, o atraso!
Também é a minha vez de achar graça à forma como assina o texto: Anónimo...

Porque não se identifica? Posso imaginar a razão. É que andam por aí muitos adultos que, embora seja suposto terem tido educação, não seguem os princípios e são indiferentes aos "manuais de instruções" (de cidadania claro). Talvez possa recorrer às crianças, aos seus filhos ( se os tiver) ou aos próprios alunos, que em princípio deverão saber mais, já que têm aulas de Formação Cívica e podem ensinar muito em casa, para os pais que estiverem atentos e interessados nisso. Mas também os seus pares ou amigos (se os tiver), têm o dever de o(a) chamar a atenção; e, se for preciso, o educar. Gostaria, realmente, era de poder ler uma opinião relativamente ao assunto em questão, mesmo elaborada por um anónimo que fosse . Isso, sim, seria benéfico e profícuo, com ou sem humor incluído! É que, diz a minha experiência pessoal, ser normalmente deste tipo de mentalidades como a sua que costumam partir as "represálias". Para ultimar, só tenho a observar que a habitual distinção entre um Animal e o Ser Humano vai para além do item do "racional", como é dado ver-se aqui neste exemplo.

O Encarregado de Educação

fisga disse...

O que continua mal no Agrupamento de Escolas Inês de Castro / Coimbra
Pronto, já há gente que deu a cara sobre este assunto, identificando-se (não pretendendo desvalorizar quem recorreu a outras formas para emitir opiniões surgidas neste blogue).
E agora, vão começar a surgir as tais “represálias”, que o 1º comentário falava?!.. Espero é que, sabido já quem é o Enc. De Educação, o(a) educando(a) deste não venha agora a ser alvo, mesmo que pontual, de qualquer incómodo ou/e descriminação, dentro ou/e fora do agrupamento. “Atirem-se” ao pai e assumam-se, qualquer que venha a ser a forma de reacção (ataque, represália, etc)!..

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page