quinta-feira, 8 de abril de 2010

VINCULAÇÃO DE CONTRATADOS, NA AR

Docorreu hoje, na Assembleia da República, a reunião plenária das 15:00h com um conjunto de declarações políticas, o debate de urgência, solicitado pelo Grupo Parlamentar do BE, sobre "Pobreza e exclusão social" e a apreciação da petição e dos projectos que seguem abaixo. A votação decorrerá na próxima semana.

A assistir ao debate, nas galerias, estiveram presentes alguns professores contratados subscritores da Petição nº1/XI, bem como o coordenador do MUP, movimento que tem dado o seu contributo à causa da vinculação na carreira dos colegas que se encontram em situação precácia há dezenas de anos.


Petição n.º 1/XI (Célia Maria dos Santos Martins da Costa e outros) - Solicitam a vinculação definitiva dos professores contratados e profissionalizados, com dez ou mais anos de serviço docente prestado no ensino público.

Projecto de Lei n.º 199/XI (BE) - Cria o regime de integração excepcional dos docentes contratados.

Projecto de Lei n.º 201/XI (PCP) - Garante a vinculação dos professores contratados e promove a estabilidade do corpo docente das escolas.

Projecto de Resolução n.º 103/XI (PS) - Recomenda ao Governo que promova a estabilidade e qualificação do corpo docente nas escolas.

Projecto de Resolução n.º 104/XI (CD-PP) - Recomenda a integração excepcional dos docentes contratados com mais de 10 anos de serviço.

2 comentários:

Anónimo disse...

Caros colegas,
A hora de lutar pela nossa vinculação não terminou com a discussão da petição, antes pelo contrário ela vai começar agora.
Cada um de nós professores contratados tem de se multiplicar para que possamos ser uma força de pressão efectiva.
Não chega ter o apoio do Bloco de Esquerda, do PCP e dos restantes grupos parlamentares, assim como do MUP, que desde a primeira hora nos tem apoiado, é preciso que digamos ao Governo que não baixaremos a guarda até ter resolvido o nosso problema.
Como diz ANA DRAGO "onde é que os professores contratados são menos que os restantes professores?". Fazemos o mesmo trabalho e durante mais horas, porque não temos as reduções a que os efectivos tem direito. Não somos dispensados de todas as outras tarefas burocráticas, antes pelo contrário...
Então porque estamos há mais de 10 anos sem nos ser reconhecida a qualidade de professores efectivos?
Vamos dar continuidade à nossa luta, exigindo que resolvam este problema de elementar justiça.

fisga disse...

Duma colega com Quadro aos Colegas Contratados

Estou com Vocês. Com tantas alterações a todos os níveis até perdi a capacidade de poder acompanhar suficientemente de perto os recuos feitos também na situação dos professores contratados! Lá ia procurando saber através dos colegas que comigo se cruzavam: com o espanto a crescer, devido ao grau de deterioração a que se chegou comparativamente às regras que, no meu devido tempo tive que enfrentar no percurso de contratada a “efectiva”. Quando os professores do Quadro estão ora na iminência de um cartão de saída, ora num de permanência ad eternum ao-longo-da-vida, até me parece à 1º vista (não restritamente economicista) que 10 anos é muito tempo de espera para qualquer sistema de ensino que se auto intitule de digno, já que tem mostrado precisar mesmo, e de forma sistemática, de mais profissionais em exercício. E quem não sentir isto, dentro ou fora do ensino, está a deixar passar a intenção na crença de que a resolução dos problemas e o futuro deste país está na Desvalorização, na Precariedade e na Pobreza (a diversos níveis e não só o materialista/economicista). Permitam-me os contratados agora uma observação a propósito do comentário aqui colocado: não se deslumbrem com a carreira dos “da casa” tal como está hoje, pois também foi alvo de elevado índice de exploração: a mesma que dá suporte à vossa exclusão. Para finalizar, os “efectivos” (do quadro) deviam actualizar-se e interessar-se mais, por mim falo, para o significado da presença e/ou ausência destes ´contratados´ nas escolas, pois já não são o que eram no ´nosso´ tempo. Eles entram, vão ficando e saem (tantas vezes no decurso do próprio ano ), sem que a gente sequer se dê conta do que isso significa para todos (alunos incluídos).

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page