segunda-feira, 14 de junho de 2010

ADD NO CONCURSO DE PROFESSORES

UM CONJUNTO DE RAZÕES LEGAIS PARA EXCLUIR SEMPRE A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO NA GRADUAÇÃO DO CONCURSO DE PROFESSORES

1 - Professoras com uma gravidez de alto risco com atestado médico que NÃO PUDERAM SER AVALIADA (Tribunais, Provedor de Justiça, e queixa à COMISSÃO PARA A IGUALDADE NO ACESSO AO EMPREGO ENTRE HOMENS E MULHERES, Tribunal Europeu).

2 - Professores que, por motivo de doença, não puderam ser avaliados (queixa tribunais, Provedor de Justiça, Tribunal Europeu).

3 - COTAS NA AVALIAÇÃO: Professor A avaliado com Muito Bom - nota 8,5 numa escola onde foi ultrapassada a cota fica com Bom e não será bonificado no concurso.
Professor B - avaliado com MB - nota 8,1 numa escola onde não tinha sido atingido a cota fica com MB, apesar de ter nota inferior ao professor A. Resultado o professor B (pior nota na Avaliação) fica com mais 1 valor na graduação do concurso e passa à frente do professor que teve melhor nota na avaliação de desempenho.- TRIBUNAIS, AR, PROVEDOR DE JUSTIÇA, TRIBUNAL EUROPEU.

4 - Os professores não foram avaliados pelo mesmo avaliador nem com os mesmos critérios de avaliação pois cada escola adaptou as directivas à sua realidade. Ora com avaliadores diferentes e critérios de avaliação adaptados e por vezes muito diferentes, a concorrer ao mesmo lugar para a docência quem vai ser beneficiado? (TRIBUNAIS ADMINISTRATIVOS e outras instâncias).

5 - Factor de carácter ALEATÓRIO: EMPATIA COM O AVALIADOR, COMPADRIO NA AVALIAÇÃO; SORTE NO AVALIADOR QUE CALHOU...; SORTE NA ESCOLA QUE CALHOU NA RIFA DOS CONCURSOS. - Aqui, lamento, não há qualquer recurso possível a qualquer tribunal!

A FENPROF se quer mesmo defender os mais elementares direitos dos professores nesta democracia enferma, que o faça já requerendo nova anulação do concurso de professores aos Tribunais Administrativos com base nestes argumentos. Se não o fizer com todos estes argumentos, então nunca quis defender os professores, nem mesmo na "negociação" de Janeiro da qual ainda ninguém conhece as actas para ver quem faltou à verdade: nas declarações que proferiu!

Jorge Costa

1 comentário:

Anónimo disse...

Todos os professores devem reclamar no prazo de reclamações, embora saibamos a resposta, pelo menos demonstramos a nossa revolta e talvez cause alguns problemas, devido ao grande volume de reclamações a tratar pelo ministério de educação.

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page