sexta-feira, 30 de julho de 2010

EXPERIÊNCIAS

Dez agrupamentos vão ser acompanhados na utilização das "metas de aprendizagem" durante próximo ano letivo - Isabel Alçada

Lisboa, 30 jul (Lusa) - Dez agrupamentos de escolas vão ser acompanhados durante o próximo ano letivo na utilização das "metas de aprendizagem", um documento não obrigatório e que estará sempre sujeito a ajustamentos e melhorias, segundo a ministra da Educação.

Em conferência de imprensa realizada hoje à tarde em Lisboa, Isabel Alçada adiantou que estão praticamente concluídas as metas correspondentes a nove disciplinas ou áreas disciplinares do pré-escolar ao 3.º ciclo do ensino básico.

As metas consistem na determinação "clara" para cada ano e cada disciplina de quais são os conhecimentos e competências que os alunos devem adquirir, um documento "não normativo", mas sim um "referencial".

"Destinam-se, em primeiro lugar, aos professores, que poderão utilizá-las para fazer a gestão curricular, preparar aulas, orientar e avaliar as aprendizagens dos alunos. Mas destinam-se também aos pais e aos alunos, para que possam acompanhar e verificar as componentes essenciais das aprendizagens", explicou a ministra.

Sublinhando que o objetivo essencial deste projeto é "melhorar as aprendizagens e os resultados escolares", Isabel Alçada garantiu que as metas nunca estão "completamente fechadas", estando sujeitas a "ajustamentos e melhorias", permitindo aos professores "ir mais longe".

Nesse sentido, serão acompanhados "de perto", durante o próximo ano letivo, cerca de dez agrupamentos escolares, que se candidatam, para verificar a forma de utilização bem como as "mais valias para a aprendizagem dos alunos".

"Será um instrumento de utilização voluntária para apoiar o trabalho dos professores. Pretendemos que o uso que é feito das metas decorra do reconhecimento da sua utilidade prática por parte de professores, alunos e famílias", acrescentou.

As metas serão acompanhadas por exemplos de execução para cada disciplina ou área, bem como de estratégias de avaliação.

"Esperamos que seja um instrumento que permita clarificar os conhecimentos e competências de base para cada ano e disciplina, ajustar a incidência do ensino e os instrumentos de avaliação usados pelos professores na sala de aula, mas também de aferição, como exames nacionais", afirmou Isabel Alçada.

Questionada se as metas de aprendizagem poderão vir a ser vinculativas, a ministra respondeu: "a prazo".

Durante o próximo ano letivo serão definidas as metas de doze áreas curriculares do ensino secundário.

As metas de aprendizagem do pré-escolar ao 3.º ciclo do ensino básico serão divulgadas em setembro, estando nesta altura a ser analisados os pareceres e contributos de associações de professores e sociedades científicas.

Foram definidas por equipas de peritos, coordenadas por docentes do ensino superior de cada área.

Coordenou este trabalho o professor Natércio Afonso, do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

In MSN Notícias

Sem comentários:

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page