sexta-feira, 25 de março de 2011

LEMBRAM-SE DAS MÁXIMAS?

Lembram-se da máxima SOU PROFESSOR, NÃO VOTO NESTE PS! ou das canetinhas "EU NÃO VOTO (neste) PS!?

Pois, tendo em conta todos os esforços que o PS tenciona fazer para travar a suspensão do modelo da avaliação, os professores só podem, uma vez mais, reunir as hostes e voltar a fazer ecoar pelos quatro cantos do País a máxima anti-(este)PS.

Para saber mais:

SUSPENSÃO DA AVALIAÇÃO NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

Como foi notícia em praticamente todos os órgãos de comunicação social, os partidos da oposição fizeram aprovar, esta sexta-feira, no Parlamento a suspensão da avaliação dos professores. PSD, CDS-PP, BE, PCP e PEV votaram a favor. Só o PS e o social-democrata Pacheco Pereira votaram contra.

Além de os projectos terem sido votados na generalidade, o PSD e o PCP propuseram um texto de substituição, salvaguardando a possibilidade de a Assembleia da República ser dissolvida e, assim, comprometer a suspensão da avaliação docente.

O documento revoga o actual modelo de avaliação dos professores e propõe que se iniciem negociações para que um novo processo de avaliação docente possa entrar em vigor já no próximo ano lectivo.

A revogação entra em vigor no dia seguinte à publicação do texto em Diário da República.

Esperemos que o Presidente da República não venha a colocar obstáculos a esta medida que teve a aprovação da maioria dos deputados que representam os cidadãos na Assembleia da República.

Por outro lado, não podemos deixar registar o facto de este modelo ter sido objecto de um acordo pela maioria dos sindicatos, em Janeiro de 2010, que, à época, o consideraram um acordo no mínimo razoável, apesar de termos chamado a atenção para o desastre que ele representava, como se pode reler, no comunicado que o MUP, a APEDE e o PROMOVA emitiram logo após a assinatura do acordo ME/Sindicatos.

Assim, consideramos que, no futuro processo de negociação, seja dada voz aos professores e se evitem novas decepções.

quinta-feira, 24 de março de 2011

PARA JÁ, UMA BOA NOTÍCIA

Tal como ontem sintetizámos em poucas palavras, a certeza da partida de Sócrates, do cargo de Primeiro-Ministro de um País que afundou e deixou na miséria, parece já ter um condão positivo: permitir que o actual modelo de avaliação de professores venha, amanhã, a ser suspenso na Assembleia da República.

No entanto, não percebemos (?) o motivo por que, só agora, toda a oposição une a voz para acabar com uma "anormalidade" que nunca deveria ter começado nas escolas e que, além de enormes desperdícios financeiros e de tempo, causou convulsões e enorme desgaste físico, psicológico e intelectual aos professores, com inevitáveis perdas de qualidade de ensino.


Educação
PSD quer suspender avaliação de professores já amanhã

O PSD apresentou hoje um projecto para suspender o modelo de avaliação dos professores. O diploma será debatido e votado amanhã na Assembleia da República, e poderá travar, dois dias após a queda do Governo, uma das medidas mais polémicas entre a classe docente.
[...]

Toda a notícia no Diário de Notícias.

quarta-feira, 23 de março de 2011

FINALMENTE, PODEMOS RESPIRAR UM POUCO!

Com a demissão de Sócrates, acabará também a aventura de Isabel Alçada no Ministério da da Educação. O futuro é incerto e nada risonho. Temos de nos manter atentos, vigilantes e activos. Por agora, pelo menos podemos respirar um pouco, pois José Sócrates sufocou o PS e o País durante seis anos, obrigando os portugueses a quase uma década de sacrifícios duríssimos, cujos resultados estão, infelizmente, à vista, e hipotecando o futuro de Portugal. De entre outras, as erradas reformas na Educação terão um inevitável impacto, fortemente negativo, nas próximas gerações e no desenvolvimento do País.

Desde 01-01-2009


Este blog vale $140.000.00
Quanto vale o seu blog?

eXTReMe Tracker

Estou no blog.com.pt - comunidade de bloggers em língua portuguesa
Twingly BlogRank
PageRank
Directory of Education Blogs

RSSMicro FeedRank Results
Add to Technorati Favorites
Locations of visitors to this page